Corpo de Bombeiros e Defesa Civil tem bastante trabalho com as chuvas em Divinópolis; veja balanço de ocorrências


As pancadas de chuvas nos fins de tarde e nas últimas noites, sobretudo a de quarta-feira (06) e na manhã desta quinta-feira (07) tem preocupado a população. Diversas ocorrências mobilizaram o 10° Batalhão do Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil em Divinópolis. Quedas de árvores, enchentes, inundações, infiltrações, pessoas presas em veículos e outras situações foram atendidas pelos órgãos na cidade. A prefeitura acionou a Secretaria de Trânsito e Transporte (Settrans) e a Secretaria de Operações e Serviços Urbanos (Semsur) para realizar a restauração e intervenção nos locais de via pública afetados. Veja abaixo alguns dos atendimentos.

Risco de desabamento em imóvel no Catalão

Na rua Tuiti, no Catalão, o Corpo de Bombeiros realizou uma vistoria em conjunto com a Defesa Civil, constatou várias rachaduras no imóvel, moradores orientados a deixar o local e buscar um abrigo seguro enquanto aguarda o laudo técnico da DC.

Enchente prende pessoa no carro no Ipiranga

No Ipiranga, na rua Ibituruna, uma pessoa ficou presa em seu veículo. Ao chegarem na ocorrência, os bombeiros relataram que o condutor já se encontrava fora do automóvel e foi retirado por terceiros. O Cobom permaneceu no local para orientar os demais cidadãos a evitar o trecho temporariamente.

Árvore caída no Centro

Na rua Doutor Ribeiro Pena, na altura do n° 2281, Centro, uma árvore de aproximadamente 8 metros caiu. Os Bombeiros e a Defesa Civil com amparo da Secretaria de Trânsito e Transporte isolaram a via e a removeram.

Chuva e vento levaram telhado no Santos Dumont

Na Avenida José Alves Martins, no Santos Dumont, um telhado de metallon arrancou com as fortes chuvas e apoiou se no telhado vizinho. Os bombeiros fizeram a retirada completa da estrutura e deixou o local em segurança. A Defesa Civil mapeia as residências afetadas.

Teto de banheiros comprometidos em apartamento na Vila Belo Horizonte

Na rua Santa Catarina, um apartamento do 3° pavimento teve infiltração no teto dos dois banheiros, proveniente de problemas do encanamento do pavimento superior. O Corpo de Bombeiros não repassou mais informações sobre o estado do imóvel e o que disseram os proprietários.

Chuva arrebenta telhado no Santa Rosa

O Corpo de Bombeiros relatou que na rua Jarbas Carvalho, depois de uma pessoa subir na laje e pisar sobre o telhado, foi constatado um deslocamento da telha. O Cobom aconselhou a retirada do material e que o dono da casa contate um serralheiro para correção do problema.

Árvore ameaçada de queda no Nossa Senhora das Graças

Na rua Dona Maria das Dores, devido as chuvas, os bombeiros foram acionados para realizar vistoria sobre o risco de queda de uma árvore. Após avaliação não foi constatado o risco iminente de queda da mesma, no entanto a população ficou orientada a redobrar a atenção.

Esgoto sobe pela casa no Nossa Senhora das Graças

Na rua Viterbo Gontijo, no bairro Nossa Senhora das Graças, o Corpo de Bombeiros atendeu uma ocorrência de esgoto doméstico que retornou pelos ralos e vasos sanitário. Segundo informações, o aumento repentino da chuva causaram danos aos móveis que se encontravam dentro da casa e contaminação do ambiente. Com os dejetos provenientes do esgoto, os móveis da casa foram atingidos até uma altura de 10 cm aproximadamente. Ainda conforme o Cobom, foi orientado ao proprietário do imóvel a acionar a Copasa para investigar as possíveis causas e a proprietária realizar a limpeza do local.

L.P Pereira tem creche inundada

Na rua Pedro de Oliveira, no Levindo de Paula Pereira, o Cobom compareceu ao local para atender uma ocorrência de inundações à residência. No local foi constatado que tratava-se de uma residência que funciona como uma creche. Segundo os bombeiros, haviam cerca de sete crianças que já estava em local seguro não havendo vítima. Moradoras e testemunhas informaram que pelas fortes chuvas, o bueiro localizado em frente à residência encontra-se entupido e por isso não consegue dar vazão a água proveniente das fortes chuvas. Elas relataram ainda que o alagamento naquela área é recorrente. Os bombeiros orientaram os responsáveis a procurar a prefeitura antes do período chuvoso.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

6  +  2  =