ERA DO VÍDEO: Espetáculo macabro de abertura de caixão termina com vereador populista expulso do partido


A Executiva Estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) decidiu expulsar o vereador William Faria, que é da cidade de Santa Bárbara do Leste, após ele gravar um vídeo fazendo a abertura de um caixão que continha o corpo de um homem falecido com sintomas da Covid-19, no último dia (24). O conteúdo mostra uma falta de humanidade sem precedentes, com requinte de um populismo além do limite, beirando um “espetáculo macabro” totalmente desnecessário e com requintes até mesmo de crueldade. (Veja na íntegra no final da reportagem.)
Segundo levantamento da reportagem, o edil é filiado ao PT há 10 anos e falou que ainda não recebeu a comunicação da direção estadual do partido, sobre a expulsão dele da legenda. William Faria avaliou que a decisão é muito pesada, pois, de acordo com ele, a ação foi em defesa da população local e da família que não pôde velar o ente. “Acho que não estou sendo compreendido e poucos prestaram atenção na minha denúncia. Aqui em Santa Bárbara do Leste, quem morre por Covid-19 tem os laudos emitidos com o nome dessa doença. E o laudo que eu tinha em mãos, no vídeo gravado, não mencionava a causa da morte como COVID-19”, avalia.

O vereador é comerciante na cidade de Santa Bárbara do Leste, e está em seu primeiro mandato. Ainda conforme informações, ele já ocupou cargo na prefeitura, há seis anos, como Secretário municipal de Obras. William ressalta que vê muitas falhas no trabalho dos gestores municipais em relação ao combate à COVID-19, e que essas falhas que precisavam ser corrigidas.

Segundo os bastidores da Câmara Municipal de Santa Bárbara do Leste, fora o afastamento que sofreu do PT, ele ainda enfrentará a Comissão de Ética da Casa Legislativa. O presidente da Câmara, Altair Nunes Ferreira (MDB) que o vereador passará por uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) e deverá explicar os motivos que o levaram a violar o caixão no cemitério da cidade.

O vereador William Faria conclui que está tranquilo e lamenta a atitude do presidente da Câmara, que segundo ele quer investigar um vereador que fiscaliza os atos do Executivo para o bem do povo. “Dizem que a polícia vai investigar. Acho bom que investiguem. Tudo isso que está acontecendo aqui merece ser investigado.”, concluiu.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!