Servidores da Prefeitura de Divinópolis e população correm risco de contaminação pelo coronavírus no CAC


Nesta quinta-feira (22) o Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC) antes mesmo do horário de sua abertura que ocorre as 12 horas já demonstrava que assim que os portões fossem abertos ocorreria aglomeração em seu interior, já que a fila que se formou na Avenida Getúlio Vargas chegava próxima à Rua Goiás – Quando os servidores perceberam que o editor do Divinews estava no local, que inicialmente seria apenas como usuário de um dos serviços logo começaram a passar mensagens reclamando das condições de trabalho, do perigo que estavam correndo de serem contaminados pelo vírus coronavírus e adoecerem com a covid-19, já que o distanciamento entre eles, entre um ponto de atendimento e outro, é mínimo – Naquele mesmo instante dois membros do SINTRAM, o sindicato que representa a categoria dos servidores municipais  também estava no local, que por denúncias foram fiscalizar a aglomeração, e ao Divinews afirmaram que o secretário de Administração Thiago Nunes, teria prometido melhorar as condições no local e naquele momento dissolveu a aglomeração que estava ocorrendo. Fato esse não presenciado pelo Divinews.

A Prefeitura, com o objetivo de fazer economia para os cofres públicos, conforme tem propalado tanto o prefeito Gleidson Azevedo, quanto sua vice, Janete Aparecida, tem colocado a vida dos servidores em risco, não apenas no CAC, mas em várias Secretarias e outros órgãos, como exemplo a Secretaria de Saúde e Fazenda onde somente os secretários tem espaço que não os coloca em risco de contágio.

No Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC) além dos serviços que já existiam no antigo protocolo localizado na Rua Pernambuco, outros serviços foram agregados, como um dos exemplos mais recente está o TFD (Tratamento Fora do Domicilio), um setor da Secretaria de Saúde que realiza cadastro para o transporte de pacientes doentes que serão atendidos fora de Divinópolis.

Veja imagens

 

 

6 comentários em “Servidores da Prefeitura de Divinópolis e população correm risco de contaminação pelo coronavírus no CAC

  • 23 de abril de 2021 em 11:26
    Permalink

    Uaiii, dificil demais agradar a população. Não querem trabalhar mais querem tudo organizado , querem dinheiro , contas em dia, documentos em dia.
    se esta na zona roxa tudo fechado é fim do mundo, vai passar fome e precisa trabalhar.
    Pra ser sincero este problema nao tem nada a ver com a prefeitura ou a instituição, tem a ver com a educação do povo brasileiro, ja tem mais de 1 ano que escuta a frase, mantenha o distanciamento e ainda estao grudados ou sao burros ou nao ligam pra doença ou pra morte.

    Resposta
    • 23 de abril de 2021 em 17:37
      Permalink

      Desde quando empregado escolhe se vai se distanciar ou não? As imagens mostram os servidores muito próximos mas isso é burrice ou escolha deles? Ou da secretária de administração?

      Resposta
  • 22 de abril de 2021 em 23:59
    Permalink

    Gostaria de saber onde está o ministério público e vigilância sanitária também? Onde funciona o CAC, não tem prevenção, ventilação, distanciamento e muito menos dignidade para os servidores. Muitos servidores adoecendo ali.

    Resposta
    • 23 de abril de 2021 em 08:38
      Permalink

      Ao afirmar que muitos servidores estão adoecendo, com que embasamento é feita essa colocação? Ao analisar os dados disponíveis, pode ser verificado que o nível de afastamento de servidores no CAC está próximo a 0% desde sua inauguração em Setembro de 2020. É preciso ter responsabilidade para trazer essas informações.

      Resposta
    • 23 de abril de 2021 em 09:33
      Permalink

      Uai então virou moda, vão no novo endereço do Cresst Centro de Referência Referência a Saúde e Segurança do trabalho ver o que fizeram com os servidores, hoje fechado ficaram em um corretor esperando abrir com usuários agendado tudo sem ventiláaca e dentro jogaram servidores de qualquer jeito mas claro teve a turma sempre privilegiado

      Resposta
    • 23 de abril de 2021 em 10:45
      Permalink

      Tal e qual no CResst, mudança a toque de caixa a título de “choque de gestão”, servidores sem ventilação r oprimidos por nova gestão no CResst…..Socorroo

      Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!