Presidente da FIEMG defende não fechamento das Indústrias e construção civil em possível feriado prolongado


O presidente da FIEMG Regional Centro-Oeste e do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Centro-Oeste de Minas (SINDUSCON-CO), Eduardo Soares, ao Divinews afirmou não defender o fechamento da indústria e construção civil durante o possível adiantamento de feriados para a próxima semana. Segundo ele, são setores considerados essenciais de acordo com o protocolo do Minas Consciente e tem autorização para se manter funcionando durante a onda roxa.

Afirmou Eduardo, “sabemos dos riscos que a paralização da produção pode causar em toda cadeia produtiva, econômica e de fornecimento. Cerca de 70% dos segmentos industriais trabalham em correlação com outros e o corte dessa cadeia produtiva acarreta em desregulação do mercado. A crise de abastecimento será eminente, os preços serão elevados e o cenário que se apresentará será de agravamento da crise econômica e social”

E continuou: “Em participação online durante a reunião do Comitê de Enfrentamento à Covid, realizada no fim da tarde de ontem, defendemos ações de combate à proliferação do vírus, sem paralisar o setor produtivo, como a realização de um levantamento técnico dos principais focos de transmissão do vírus, para que estes locais sejam melhor fiscalizados; a disponibilização de transporte por partes das empresas para os trabalhadores da indústria e escalonamento de turnos”.

Lembrou ainda que: “A indústria tem cumprido seu papel no combate à pandemia. Desde o ano passado, um total de 156 respiradores foram destinados a unidades de saúde da região que atendem pelo SUS. Foram doados ainda 5 mil litros de álcool e 25 mil máscaras comuns e hospitalares a 23 entidades filantrópicas, hospitais, Prefeitura e UPA de Divinópolis e Região.

E destacou, que a nova campanha da FIEMG está mobilizando o setor empresarial para aquisição de grande quantidade de capacetes Elmo, que evita em até 60% as intubações, para serem doados às unidades de saúde do estado.

Finalizou reconhecendo o agravamento da crise sanitária causada pela pandemia, “defendemos a importância dos empresários de todos os segmentos, assim como a população em geral, de cumprir protocolos de prevenção e evitar aglomerações. Sendo necessário mais disciplina por parte da população e precisamos, de alguma forma, melhorar o Sistema de Saúde, promover formas de prevenção e buscar soluções na aquisição de vacinas. Essa será a saída para preservar empregos e vidas”, defendeu.

Um comentário em “Presidente da FIEMG defende não fechamento das Indústrias e construção civil em possível feriado prolongado

  • 27 de março de 2021 em 22:52
    Permalink

    Já tô bom tempo que está entidade não faz nada

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

89  +    =  94