ACONTECEU: Operação “Purple Haze” prende parente de parlamentar de Divinópolis por suspeita de lavagem de dinheiro e tráfico de droga


Em coletiva de imprensa que ocorreu na última terça-feira (15) na sede do Ministério Público em Divinópolis, por promotores do GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), Fabio Barbiere e Leandro Willi, com a participação do comandante do 23º Batalhão da Policia Militar, major Erlando Ferreira da Silva, além de um delegado da Policia Civil, foi dado detalhes da Operação “Purple Haze”. Segundo os promotores, as investigações do Gaeco começaram em maio de 2020 e tiveram como origem inicial a apreensão de 280kg de maconha ainda em 2019, na cidade de Itaúna, e por ocasião da prisão foi encontrada e apreendida uma anotação com a conta bancária do preso, Lucas Prato

A partir de então, de acordo com os promotores, no decorrer da investigação, comprovou-se que a Organização Criminosa era chefiada por Lucas e por Luzair, conhecido como Fantasma, detento antigo, batizado no PCC e recluso na Nelson Hungria, ambos são sócios e movimentavam o tráfico em diversas cidades do centro oeste.

A Organização criminosa conta com mais de 25 membros próximos, e alguns auxiliares, entre compradores, distribuidores, gerentes, contadores, laranjas para registrar veículos e Imóveis, núcleo de lavagem de dinheiro. Tem como característica a hierarquia, habitualidade, divisão de tarefas, pluralidade de agentes, estabilidade e permanecia. As provas demonstram que a OC atua já há muitos e muitos anos.

Foram praticados e comprovadas as autorias dos seguintes crimes: tráfico, associação para o tráfico, lavagem de dinheiro, organização criminosa, incêndio em ônibus, e homicídio tentado.

Ao longo das investigações, ocorreram algumas prisões e apreensões com informações repassadas pelo Gaeco, como os 40kg com o Tático Móvel em agosto de 2019 em Itaúna; tráfico e armas de fogo com o GER em novembro de 2020 em Itaúna; drogas e celulares no Caps AD em Itaúna cuja destino era o presídio local…

Outras diversas ocorrências exitosas, aconteceram naturalmente pelas equipes, no dia a dia, mas depois chegaram provas que todo material pertenceria a OC chefiada por Lucas e Fantasma, a saber: 77kg em Ribeirão das Neves em setembro de 2020; 30kg, 663 pinos cocaína, barra de crack e de cocaína, munição, dinheiro etc com Valtinho em Nova Serrana em também em setembro deste ano; 139 pedras de crack, maconha e cocaína em outubro de 2020 em Belo Horizonte; 14kg de maconha com Thalles em Itaúna no mesmo mês; posse ilegal de arma com Guilherme Javali em Itaúna em setembro deste ano, assim como um homicídio tentado em Divinópolis no mesmo mês,  supostamente na porta do corpo bombeiros, que na verdade ocorreu em Itaúna, entre outras.

Houve ainda uma carga de mais de meia tonelada, 520kg que foi distribuída rapidamente para a RMBH, não sendo possível sua interceptação, mesmo após diligências.

As ações do Ministério Público e MBA, foram concentradas nas cidades de Divinópolis, Itaúna, Mateus Leme, Betim, Belo Horizonte, Carmo do Cajuru, Ribeirão das Neves, Entre Rios de Minas e Esmeraldas.

Ao todo, antes da deflagração da Operação que ocorreu na de hoje, durante as investigações, houve a apreensão do seguinte material pertencente a OC: mais de

– 158 kg/barras de maconha e 21 buchas

– 07 balanças de precisão

– R$4.070,00 reais

– 663 pinos de cocaína

– 4 Kg de cocaína

– 1,5kg de pasta base de cocaína

– 998 pedras de crack

– 03 armas de fogo

– 40 munições

– 03 cadernos anotações tráfico

– 07 celulares apreendidos

– 01 autores de homicídio tentado identificado

– 01 identificações de autoria de mandante de incêndio em ônibus na RMBH.

Com a deflagração de hoje, visando atacar e sequestrar principalmente o poder econômico da Organização, ocorreram os seguintes resultados:

MP: 25

Presos: 23, entre eles estão Lucas Prosa,  esposa, primos e a mãe

Busca e Apreensão: 31

Armas: 02

Drogas: 08kg de maconha, 02 buchas de maconha. 02 porções de cocaína

Dinheiro: R$21.460,10

Cheques: R$260.145,00

Documentos: 01 carteira arrais amador, 01 pen drive, 01 tablet, extratos bancários, 05 cadernos com anotações, 01 canhoto de cheques, recibos de transação financeira, notas fiscais

Celulares: 17

Computadores: 04

Veículos removidos: 05

Motocicletas removidas: 02

Embarcações: 01 arresto

Ouro e Joias: vários itens apreendidos (relógios, colares, pulseiras etc)

Contas bancárias com valores bloqueados: 26

Imóveis – sequestro, arresto e bloqueio de bens: 04 casas (Uma delas a mansão do alvo LP avaliada em 600 mil)

Veículos – sequestro, arresto e bloqueio de carros: 12

Multas aplicadas: total de mais de 866.000,00 reais.

Um comentário em “ACONTECEU: Operação “Purple Haze” prende parente de parlamentar de Divinópolis por suspeita de lavagem de dinheiro e tráfico de droga

  • 21 de dezembro de 2020 em 12:07
    Permalink

    Parente de parlamentar até 31 de dezembro. Depois é parente do executivo.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!