SAMONTE: Vídeo de Cleitinho Azevedo provoca cassação de registro de candidatura de vereador eleito, por ele apoiado


O então candidato a vereador no município de Samonte, Sillas Audri (AVANTES), eleito em 15 de novembro como o 4º mais votado, com 524 votos, teve seu registro de candidato cassado por ter aparecido em um vídeo que foi gravado pelo deputado Cleitinho Azevedo durante o período de campanha em que candidatos eram proibidos pela lei eleitoral de participarem de qualquer tipo de evento público de inaugurações de obras – No vídeo gravado no dia 29 de outubro, ao lado do ainda candidato a vereador, pouco após o término da cerimonia, tendo a UBS (Unidade Básica de Saúde) ao fundo, Cleitinho creditou o término da obra que segundo ele estava parada há mais de 7 anos,  graças ao recurso que ele liberou à pedido de Sillas Audri – O parlamentar explicitamente no vídeo, disse que Sillas  era seu candidato a vereador – Logo a seguir, o ainda candidato naquela ocasião, agradeceu que Cleitinho tivesse liberado verba para a conclusão da unidade hospitalar – E ao encerrar Cleitinho incentiva que o candidato diga o número dele em um pedido explicito de voto em frente a inauguração que ainda não havia sido finalizada.

A Justiça Eleitoral na decisão de cassar o Registro do Candidato diz que ele violou a conduta vedada em campanha eleitoral com amparo no parágrafo único do artigo 77 da Lei 9.504/97.

Ele, o candidato cassado em primeira instância, recorreu e afirmou que vai aguardar o recurso, confiante na justiça, tendo como base jurídica o artigo 257, § 2º que diz que o recurso ordinário interposto contra decisão proferida por juiz eleitoral ou por Tribunal Regional Eleitoral que resulte em cassação de registro, afastamento do titular ou perda de mandato eletivo será recebido pelo Tribunal competente com efeito suspensivo.

“A grosso modo, como vamos recorrer da decisão de primeira instância, este recurso tem efeito suspensivo automático, ou seja, a sentença não impede a minha diplomação, posse e até o exercício do cargo, até o TRE/MG julgar o caso, o que provavelmente nem deve ocorrer esse ano ainda”

O candidato apoiado por Cleitinho nega que não esteve presente na solenidade de inauguração e que não fez parte da mesa, e que sequer entrou na UBS. Diz também que está sendo perseguido por pessoas que por maldade tentam denegrir a imagem dele.

Contudo, as imagens do vídeo gravado pelo deputado Cleitinho, são contundentes de que ele estava no local da inauguração e foi visto por diversas pessoas. E que o vídeo alcançou milhares de eleitores em Samonte.

 

 

2 comentários em “SAMONTE: Vídeo de Cleitinho Azevedo provoca cassação de registro de candidatura de vereador eleito, por ele apoiado

  • 9 de dezembro de 2020 em 08:43
    Permalink

    “o candidato nega que não esteve presente”.
    Seu português é inaceitável para um jornalista. Inaceitável, ridículo, absurdo.

    Resposta
    • 9 de dezembro de 2020 em 11:40
      Permalink

      Não é isso, algumas pessoas não sabem fazer as pausas das virgulas e das pontuações, como não sabem avaliam que o texto está errado. Leia mais livros.

      Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!