“Pode deixar que meu voto é seu”; deu ruim! Eleitores invertem a mão, e enganam candidatos


Cansado de ser enganado pelos políticos, que prometem, prometem e não cumprem, desta vez os eleitores se vingaram, e pagaram na mesma moeda, prometendo que votariam no candidato “X” para prefeito e no “Y” para vereador, votaram foi no  “A” para Prefeito e no “B” para vereador. Esse comportamento de traição dos eleitores causou muita revolta em vários candidatos que davam como certo sua eleição ou reeleição, e não conseguiram. Os que conseguiram foi por pouco, pela misericórdia do sistema eleitoral, das tais sobras de votos e candidatos bem votados, que puxam outro/s.

Alguns vereadores, no caso de Divinópolis, só conseguiram ser reeleitos por que outros candidatos do mesmo partido tiveram excelente votação e os puxaram pela sobra de votos, que ficou acima do coeficiente (veja em breve, matéria do Divinews explicando como funciona isso), e não por que foram bem votados, logo não podem “ficar se achando”, por que de fato, de fato mesmo não foram escolhidos pelo povo, foi o sistema eleitoral que os favoreceu.

Também alguns candidatos(as) a prefeito(a) esperavam um resultado e veio outro, totalmente diferente do que os eleitores davam de “feedback” quando eram abordados por tais candidatos. Enfim, levaram o troco dos eleitores. E em cima desses erros de avaliação, muitos memes estão circulando nas redes sociais. De candidatos revoltados com a votação pífia que obtiveram nas urnas, quando seus parentes, amigos pessoais, e amigos de trabalho, além de outros eleitores que os candidatos prospectava e eles prometiam os seus votos, mas na hora “h” não cumpriram.

Deste cenário é preciso retirar os candidatos acintosamente laranjas, que obtiveram zero voto, ou seja, nem ele votou nele, que é caso de investigação e punição pela Justiça Eleitoral, e que, se comprovado o dolo, tanto os candidatos, quanto os partidos que usaram essa prática de “laranjal” para cumprir a cota de racial de 30% de mulheres, devem ser punidos. Porém, de modo geral, muitos candidatos em todo país e não apenas em Divinópolis, essa prática ilícita de estranhos casos de candidatos com zero voto e com um voto, além de candidatos.

Verdadeiro ou não, mas é um caso, de uma candidata que chegou a agredir uma eleitora que prometeu havia prometido o voto e não votou. Entre os inúmeros relatos, de candidatos lamuriosos que recorreram até mesmo a palavras de baixo calão por ter sido ludibriados pelo eleitor.

O resumo, é que alguns eleitores pagaram os candidatos na mesma moeda, os enganaram que iriam votar e não votaram. E isso gerou uma série de memes na internet.

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!