Vereador (Roger Viegas) reeleito em Divinópolis manda um VTNC ao vivo e em cores em emissora de TV (vídeo)


O vereador Roger Viegas que nas eleições de 2016 obteve apenas 1.019 votos, ao concorrer à reeleição neste último domingo (15) e conseguir mais do que dobrar sua votação, obtendo nas urnas 2.453 votos, possivelmente muito eufórico com o resultado, ao participar de uma mesa redonda que estava sendo realizada na TV Candidés sobre os resultados das eleições, decidiu fazer uma cobrança diretamente ao candidato eleito vereador pela primeira vez, Eduardo Azevedo, irmão de Cleitinho e Gleidson para que ele (Eduardo)  apoiasse Roger na sua intenção de ser eleito o próximo presidente da Câmara. Ocorre que, o diretor da Sistema MPA, Mayrink Junior, que também era patrão de Roger, já que o mesmo era radialista da Radio 94 apresentando um programa matinal, ao tentar dissuadir o vereador reeleito que o local e o momento era inapropriado para aquele tipo de discussão. O vereador perdeu ainda mais o controle emocional, e ao vivo e em cores mandou um VTNC para todos que estavam presentes. O resultado posterior foi a sua demissão como apresentador da emissora de rádio

Veja o vídeo e a sua transcrição e interpretação do Divinews

“Eu quero ser presidente da Câmara de Divinópolis, que eu sou () eu provo isso por a mais que sou vereador já de mandato, eu já provei isso. EU QUERO SER O PRESIDENTE DA CAMARA e você que votou nesses outros 16 além de mim, eu AUMENTEI A MINHA VOTAÇAO 140% sendo oposição ao Galileu, sem dar showzinho, sem ser populista, sem fazer teatro. Eu acho que mereço. A POPULAÇÃO ME COLOCOU AÍ COM 2.400 votos. EU ACHO QUE MEREÇO SER PRESIDENTE DA CAMARA!! NÃO TÁ NA HORA NÃO”, pontua o vereador Roger.

Logo a seguir o vereador direciona a sua pergunta para o recém eleito Eduardo Azevedo, e lhe dá uma saia justa ao perguntar: “Eduardo você vota em mim presidente da Câmara? Faça esse compromisso comigo, seu irmão teve lá em casa e a GENTE COMBINOU (Depois se enrola e conserta a frase) Não combinou, não Pediu o meu voto pro seu irmão presidente da Câmara, pensa com carinho, Eduardo”, implorou Roger.

Logo a seguir Eduardo, totalmente constrangido com a situação, respondeu ao vereador: “Roger, você é uma pessoa que eu sempre disse que admiro sua postura na Câmara Municipal, eu acho que a gente sim (sic), eu não discordo de você em momento nenhum, com essa questão que eles vão articular para vir como presidente, e nós precisamos sentar e conversar a respeito disso”

Roger afirma: “Cuidado com a velha política, NÃO DEIXA ESSE CARA GANHAR DA GENTE NÃO”

Eduardo interrompe a fala do vereador e diz: “Roger, Roger, nós sabemos e precisamos ir pra cima”

Mayrink Junior que até então estava somente ouvindo, absolto com o seu notebook, resolveu interferir e levantou a cabeça, quando Roger disparou que abrir a discussão da mesa publicamente seria a estratégia para ganhar a presidência da Casa Legislativa: “É só assim que ganha Mayrink, falar para todo mundo”.

Eduardo começa uma frase: “Eu já disse que ser for para ser igual aos outros eu não viria”, mas Roger interrompe: “Se for com bla, blá, blá, para ficar bonzinho aqui com esses caras, vai vir de novo a velha política, com Kaboja, com não sei quem, o Kaboja foi lá gente e aprovou ()….”descontrolou totalmente.

Mayrink então tenta baixar o tom de Roger dizendo que não é o momento de discutir aquele assunto, que a discussão deveria ser com os outros vereadores, e conquistar os votos deles.

Roger persiste em falar em tom alterado, foi quando o diretor do MPA alertou: “Não altere o tom de voz por que com o tom de voz alterado não se ganha nada, nossa que loucura”.

O apresentador Flaviano Cunha, em respeito aos telespectadores que estavam assistindo a transmissão, tentou chamar o comercial. Mas enquanto ele explicava qual era o propósito do debate do resultado das eleições, e ainda que a discussão da Presidência da Mesa Diretora, era em outro momento.

Enquanto Flaviano Cunha explicava, novamente o vereador vira-se para Eduardo Azevedo e com o dedo apontado na direção dele diz: “Estão armando, abre o olho”.

E aí acontece o inusitado, de repente Roger Viegas, levanta da cadeira começa a sair do alcance das câmeras, levanta os braços, joga um beijo para a câmera que o focaliza e sai com o seguinte palavreado: “Dá um tapa na cara da velha política, tomar no C desses caras aí pô!! Enquanto isso, todos na mesa muito sem graça, sem chão ficam sem saber o que fazer.

Após o intervalo comercial Mayrink, sem graça e muito contrariado se desculpou com os telespectadores da emissora, e disse que teriam uma conversa internamente.

O Divinews não tem conhecimento da conversa, tem do resultado da desastrada atuação do vereador, ele foi demitido como radialista do programa que apresentava na Rádio 94. E as centenas de críticas de que está recebendo nas redes sociais.

Através de rede social o vereador justificou sua atitude dizendo que o diretor do Sistema MPA, Mayrink Junior,  o humilha há anos e que ontem, domingo (15), não aguentou e desabafou e extrapolou,  mas que iria se retratar e que o fato não iria se repetir e ainda que o seu mandato será muito bem conduzido.

O Divinews tentou ouvir o contraditório da empresa de comunicação, sobre a fala do vereador, porém só obteve a seguinte observação: “Como uma pessoa que diz ser humilhada continua por 15 anos no emprego, estranho”

PODCAST: escuta essa!!