UFANISMO MORTAL: Minas registra “só” três mortes por covid-19 nas últimas 24 horas


As informações desta segunda-feira(03) diante de um cenário de recordes diários de mortes pela Covid-19 é de ufanismo triunfal para os negacionistas da doença, já que Minas Gerais registrou  “apenas” 3 mortes nas últimas 24 horas, diante do balanço de 2.894 óbitos desde o início da pandemia, sendo que deste número existem 133.743 casos confirmados, porém com 102.562 casos recuperados e 28.287 ainda estão pendentes de confirmação ou não da covid-19    

Em 24 horas, a pasta confirmou 942 novos registros. Apesar dos números favoráveis, a SES lembra que “o número de casos e óbitos confirmados nas últimas 24h pode não retratar a ocorrência de novos casos no período, mas o total de casos notificações nas últimas 24h”.

Em relação aos óbitos, o balanço da SES aponta que 78% das vítimas possuíam mais de 60 anos, com média de idade de 70 anos – 58% eram homens. 83% das pessoas eram do grupo de risco, sendo que a maioria apresentava doenças cardiovasculares, hipertensão e diabetes.

Situação nos hospitais

Os hospitais da rede pública do Estado estão com 14.819 pessoas internadas – a taxa de ocupação dos leitos de UTI exclusivos para a Covid-19 é de 67%. Outras 118.924 seguem em isolamento domiciliar. Já em relação às hospitalizações por síndrome respiratória aguda grave, que inclui outras doenças como pneumonias e gripes, o aumento neste ano foi de 1.190% em relação ao mesmo período do ano passado.

Cidades com mais casos

Dos 812 municípios com confirmações da doença, 21 já apresentam mais de 1.000 registros. A capital mineira lidera os registros e já tem 20.042 pessoas contaminadas, com 552 mortes. Em seguida, aparecem Uberlândia (12.578 casos e 208 mortes), no Triângulo Mineiro; Ipatinga (5.655 casos e 94 mortes), no Vale do Aço; e Governador Valadares (4.008 confirmações e 107 óbitos), no Vale do Rio Doce.

 

 

EM CONSEQUÊNCIA DO PERÍODO ELEITORAL OS COMENTÁRIOS ESTÃO SUSPENSOS

PODCAST: escuta essa!!