Casos positivos: Estado e Município divergem sobre casos de Covid-19


Desde os primeiros casos confirmados de Covid-19, em Divinópolis, os dados entre as secretarias de Saúde do Município e do Estado seguem diferentes. E, nesta última semana, a divergência de dados entre ambas ficou ainda mais gritante, o que causa preocupação e confusão para àqueles que acompanham a evolução do vírus.

Para se ter uma ideia, nesta quarta-feira (19) O Boletim Epidemiológico da Secretaria do Estado de Saúde (SES) contabilizava, na cidade, 270 casos confirmados da Covid-19, com três óbitos registrados.

Neste mesmo dia, a Prefeitura, compilando os dados da rede pública e particular de saúde, informou 291 casos positivos, desses 10 óbitos foram registrados, ou seja, 21 casos e sete mortes a mais do que divulga o Estado.

Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), os dados locais são oficias e o Estado demora para atualizar seus números, por isso há essa diferença de dados.

O DiviNews questionou o Governo de Minas Gerais, e de acordo com a SES, o quantitativo publicado em boletim está relacionado ao encerramento do processo de investigação e os números não correspondem, necessariamente, a registros ocorridos nas últimas 24h.

A Secretaria de Estado de Saúde ainda explica que, quando um paciente suspeito de ter a doença é identificado pelo serviço de saúde do município, faz-se uma triagem com esta pessoa, de acordo com dados clínicos e epidemiológicos. Após definido como casos suspeito, o município preenche a notificação com os dados do paciente, via sistema de informações ou meios de comunicação oficiais e, a partir disso, que se gera todo o banco de dados da Covid-19 no Estado.

Ainda segundo o Estado, é feita a analise de dados diariamente e, quando necessário, solicita novas informações e faz o cruzamento dos resultados de exames laboratoriais.

“Sendo assim, pode haver situações que atrasam a atualização do banco de dados para produção do Boletim, em virtude dos fluxos habitualmente adotados para a notificação de doenças e agravos, o que pode resultar em divergências entre o número de casos divulgados pelo boletim epidemiológico estadual e municipal”, diz a nota enviada à reportagem.

De toda forma, mesmo com lentidão, o Estado tem reconhecido os casos de Divinópolis, o que significa que os pacientes que testam positivo para o novo coronavírus seguem em crescimento, sendo necessário as medidas para conter o avanço da doença.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!