Carmo do Cajuru registra segunda morte por Covid-19; idosa residente em abrigo estava na UPA Divinópolis


Uma idosa que era moradora na Vila Vicentina na cidade de Carmo do Cajuru, e que faleceu no dia 5, ou seja na última terça-feira, foi oficialmente diagnosticada neste sábado (09) como sendo covid-19 a causa do seu óbito, isso segundo informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura por exame realizado na Funedi – Quando da sua morte. A entidade, Obras Assistenciais Padre Augusto Cerdeira que abriga dezenas de idosos chegou a emitir um comunicado de esclarecimento sobre o fato.

A Vila Vicentina de Carmo do Cajuru, por seus funcionários e diretores, vem prestar o seguinte esclarecimento à comunidade de Carmo do Cajuru:

A Sra. Efigênia Alves Pimenta de Souza, nossa moradora, faleceu no dia 05/05/2020 na UPA em Divinópolis. A Sra Efigênia encontrava-se na nossa instituição desde 18/11/2011, sendo que no dia 29/04/2020, apresentava sintomas de pneumonia, tendo feito exames laboratoriais, solicitados pela médica que a atendeu.  A mesma foi encaminhada para o Pronto Atendimento Municipal no dia 29/04/2020 sob orientação da mesma médica que atende a instituição. Na unidade, pouco após sua entrada, havia vaga na UTI da UPA, ocasião em que foi ali encaminhada para aquela unidade para melhor atendimento, ali permanecendo até o dia de seu óbito (05/05/2020).

A Sra Efigênia não foi encaminhada para a UPA com sintomas de COVID-19, sequer tendo sido feito exame na mesma aqui em Carmo do Cajuru ou mesmo na UPA.

A paciente permaneceu internada todos os dias na UPA em UTI e sempre com os profissionais da vila em informação naquela unidade. Frise-se que em nenhum momento a UPA fez exames para COVID-19, conforme informado aos nossos profissionais de saúde.

Na tarde do dia 05/05/2020, às 14:46, infelizmente, a Sra Efigênia veio a óbito e o médico que era responsável naquele momento constou como causa da morte “parada cardiorrespiratória, hipertensão arterial sistêmica e suspeita de COVID-19, aguardando exames em andamento”.

Assim, somente foi colhido exame para COVID-19 após detectado o óbito. Portanto, não há confirmação de que a Sra. Efigênia, nossa moradora, tenha falecido por causa do COVID-19, mas a confirmação (positiva ou negativa) será remetida nos próximos dias e esperamos que seja negativa.

Ainda, pedimos desculpas por uma falha de informação, tendo em vista que no grupo de whatsapp de trabalho dos funcionários da vila, o nosso coordenador Aloisio fez constar uma informação de que havia a confirmação de COVD-19, mas tal fato decorreu de um equívoco no repasse da informação. Por um lapso lamentável, o mesmo postou que estava confirmado, mas baseado na simples informação repassada pela funerária, eis que o funcionário havia lido a declaração de óbito e nela constava apenas a suspeita. Mas, no calor da emoção, houve entendimento equivocado.

Ressaltamos que desde o início estamos com o máximo de cuidado com nossos moradores, com total restrição de acesso à vila e tomando medidas de higiene necessárias, como é público.

Eventualmente, caso seja confirmado que a essa moradora tenha falecido com COVID-19, não há como saber o local desta contaminação. Portanto, não se pode afirmar que teria ocorrido dentro da entidade.

Queremos que familiares, amigos, voluntários e todos que ajudam e amam essa casa fiquem tranquilos, eis que estamos nos esforçando imensamente para fazer o melhor e protegê-los. Por isso, quem puder, fique em casa e evite a disseminação do vírus.

Também, ainda, a entidade não esconderá nenhuma informação a ninguém quer que seja. Ainda, caso qualquer pessoa queira saber informação de morador especificamente, poderá fazê-lo ligando diretamente para nosso coordenador Aloisio das 8:00 às 11:00 e das 14:00 às 16:00, que terá prazer em atende-lo e prestar informação.

A Prefeitura de Carmo do Cajuru, através do prefeito Edson Vilela emitiu a seguinte Nota de Pesar

NOTA DE PESAR – 2º Óbito confirmado

A Prefeitura de Carmo do Cajuru, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informa com grande pesar que o óbito que estava sendo investigado pelo município sobre COVID-19, foi confirmado hoje (09), com resultado do exame feito pela FUNEDI, que é o laboratório oficial do Estado de Minas Gerais.

A administração municipal reforça seu compromisso com ações de enfrentamento ao novo Coronavírus, contando com o apoio da população para seguir as medidas já anunciadas pela Prefeitura, todas de acordo com protocolos do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Os dados pessoais dos pacientes são invioláveis, de acordo com a Constituição Federal e estão protegidos por sigilo pela Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (Lei 13.709/2018).

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!