Valor da passagem do transporte urbano de Divinópolis pode ser ou não de R$ 4,22 – Decisão nas mãos do prefeito


No dia 28 de dezembro quando aconteceu a primeira reunião do Conselho Municipal de Transito e Transporte de Divinópolis (COMUTRAN), o valor inicial encontrado foi de R$ 4,22 (quatro reais e vinte e dois centavos), como sendo o valor que pode ou não ser a nova tarifa a ser cobrada do transporte público urbano em Divinópolis. Contudo, o valor será definido pelo Prefeito Galileu Teixeira Machado a partir da próxima semana, logo após a reunião que ocorrerá na segunda-feira, dia 6 – O Consórcio TransOeste explicou para o Divinews que a tarifa não sofre reajuste fazem 2 anos, e a não concessão de um reajuste para 2020 poderá comprometer a qualidade dos serviços prestados para a população. Comentou ainda sobre a decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) que obrigou que a Prefeitura de Belo Horizonte a cumprir o contrato e reajustasse o valor da tarifa – O valor atual da passagem, é de R$ 4,05 no dinheiro e R$ 3,60 no cartão – Possa ser que o Prefeito venha a definir que o valor encontrado na planilha da Comutran de R$ 4,22 venha a ser aplicado somente para o pagamento em dinheiro, e que o valor no cartão seja menor. 

8 comentários em “Valor da passagem do transporte urbano de Divinópolis pode ser ou não de R$ 4,22 – Decisão nas mãos do prefeito

  • 7 de janeiro de 2020 em 10:16
    Permalink

    põe 4,00 reais então, se for 4,22 essa TRANCID vai embolsar os 0,03 centavos do troco, pura sacanagem viu.

    Resposta
  • 3 de janeiro de 2020 em 15:16
    Permalink

    Espero que não seja este valor, principalmente porque quero ver se eles irão voltar o troco no caso para 4,25 .Será que eles terão os 0,03 centavos para toda a população? Ou será que iremos contribuir ainda mais para o enriquecimento da empresa ?

    Resposta
  • 3 de janeiro de 2020 em 09:01
    Permalink

    R$4,22 no dinheiro? Coitados dos cobradores e motoristas que tem que parar o trabalho para cobrar passagem.
    Já tô vendo um monte de gente reclamando dos R$0,03 de troco.
    Isso não vai prestar.
    Manda esse prefeito fazer algo de útil pra cidade e coloca outra empresa de transporte público pra concorrer com essa Transoeste.
    Divinópolis está retrocedendo no tempo.
    Daqui a pouco teremos que andar a cavalo ou de burrico. Ah… De burrico não pode, porque só tem o prefeito.

    Resposta
  • 3 de janeiro de 2020 em 08:49
    Permalink

    4,22 reais, nem existe mais moeda de 01,00 centavos, se for esse valor, trocadores e motoristas, irão apanhar dos usuários, pois irão querer o troco.
    Irá comprometer a qualidade, como assim, se estão com a metade dos empregados que tinham, dispensaram os trocadores, agora os motoristas estão fazendo serviço de mão de obra escravos.

    Resposta
  • 2 de janeiro de 2020 em 22:30
    Permalink

    Tenho dó dos motoristas que vão ter que fazer o troco com números quebrados… Ou coloca pra baixo, arredondando em 0,20 centavos ou joga pra cima, em 0,25. Até nisso, essa roça urbana é atrasada!

    Resposta
  • 2 de janeiro de 2020 em 11:34
    Permalink

    SINTO VERGONHA DE DIVINÓPOLIS

    Resposta
  • 1 de janeiro de 2020 em 22:48
    Permalink

    Esse monopólio tem que acabar!.

    Resposta
  • 1 de janeiro de 2020 em 22:31
    Permalink

    O Consórcio deveria verificar a qualidade do atendimento ao cliente. Mudaram o site perdendo os logins e senhas de acesso a recarga. Ninguém é capaz de atender um telefone, várias empresas tendo que deslocar até a Trancid para recadastrar, chega na empresa o site não reconhece o pedido. Isso é uma vergonha!

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

60  −    =  55

PODCAST: escuta essa!!