MAIS CELEUMA: Matheus Costa critica secretário de Cultura; a seguir rebate presidente e diz representar empresas e população e não SINVESD


Matheus Costa, vereador empossado em 1º de fevereiro, ou seja, há apenas um mês. Desde que tomou posse tem se notabilizado por criar algumas polêmicas. Primeiro foi com o secretário de trânsito Matheus Costa, vereador empossado em 1º de fevereiro, ou seja, há apenas um mês. Desde que tomou posse tem se notabilizado por criar algumas polêmicas. Primeiro foi com o secretário de trânsito Valdo Martinho, na sequência com o secretário de esporte Ewerton Dutra, seguiu ontem com o secretário de cultura, com Oswaldo André. E, até então, por enquanto, finalizou, afirmando em entrevista para o Divinews, em resposta ao presidente do Sinvesd, Marcelo Ribeiro, que não tem falado sobre o setor confeccionista representando o sindicato. “Eu represento a população de Divinópolis, estou aqui para isso, represento a população como um todo. E também as causas que eu acho importante para as indústrias como a questão do evento MVB (Minas Veste Brasil).

O vereador inicialmente criticou o fato de que ninguém do Executivo compareceu ao evento, MVB, que teria sido um desprestigio, uma falta de atenção do prefeito em não ter comparecido. Porém logo a seguir, ao Divinews, na ocasião do pronunciamento, fato este também falado na reunião desta última quinta-feira (28), pelo líder do Governo na Câmara, Eduardo Print Junior, o presidente foi claro que não havia enviado convite para ninguém do meio político, leia-se nenhum membro do Executivo, e que teria apenas comentado sobre o evento com o Secretário de Desenvolvimento Econômico, José Alonso Dias, que além de não ter ido, não deu ciência para ninguém do Governo.

O Divinews em contato na tarde de ontem, quinta-feira, com o presidente do Sindicato das Indústrias do Vestuário (SINVESD), obteve dele a seguinte resposta, quando as queixas que o vereador tem feito do governo com relação ao setor. “Não nomeei ninguém para representar o Sinvesd, quando tiver que falar, eu mesmo falo, sequer tenho assessoria de imprensa para isso. Eu vou diretamente a mídia ou as instituições e faço as reivindicações necessárias. Se ele está falando, fala por ele, que aliás nem ao setor pertence mais. Não preciso de porta voz”

“Eu represento a população de Divinópolis, estou aqui pra isso, represento as empresas, a população como um todo. E também as causas que eu acho importante para as industriais como a questão o MVB, que eu fiz aqui em meu pronunciamento, falei da feira que aconteceu, das reuniões que eu tive com o próprio Marcelo e de alguns questionamentos que ele fez pra mim por falta de atendimento e parceria da prefeitura. E eu expus isso aqui na tribuna, nada mais do que isso. Cobrei como vereador, do Executivo, de uma parceria melhor e um atendimento ao Sindicato do Vestuário. Não falei em nome do Sindicato e nem com procuração do presidente Marcelo, que faz esse papel muito bem”, afirmou o vereador Matheus Costa.

“Falo como vereador e respeito e admiro muito o trabalho que o Marcelo tem feito a frente do Sindicato do Vestuário, como eu, e você (jornalista) conhece, é uma instituição séria e que pode fazer muito pelo setor aqui na cidade.”

A seguir, Matheus mirou sua metralhadora oposicionista contra o Governo, desta vez em Osvaldo André, secretário de cultura, também em consequência da prestação de contas na Câmara de Divinópolis, por uma lei do vereador Nonato, em que os são obrigados a prestar contas de suas pastas. Por uma frase em que Osvaldo que afirmou que os roubos de livros da biblioteca, de certa forma não era tão maléfica, já que o “ladrão” iria ler. Matheus não avaliou essa frase como positiva e “celeumou” sobre ela, criticando o secretário.

 

aldo Martinho, na sequência com o secretário de esporte Ewerton Dutra, seguiu ontem com o secretário de cultura, com Oswaldo André. E, até então, por enquanto, finalizou, afirmando em entrevista para o Divinews, em resposta ao presidente do Sinvesd, Marcelo Ribeiro, que não tem falado sobre o setor confeccionista representando o sindicato. “Eu represento a população de Divinópolis, estou aqui para isso, represento a população como um todo. E também as causas que eu acho importante para as indústrias como a questão do evento MVB (Minas Veste Brasil).

O vereador inicialmente criticou o fato de que ninguém do Executivo compareceu ao evento, MVB, que teria sido um desprestigio, uma falta de atenção do prefeito em não ter comparecido. Porém logo a seguir, ao Divinews, na ocasião do pronunciamento, fato este também falado na reunião desta última quinta-feira (28), pelo líder do Governo na Câmara, Eduardo Print Junior, o presidente foi claro que não havia enviado convite para ninguém do meio político, leia-se nenhum membro do Executivo, e que teria apenas comentado sobre o evento com o Secretário de Desenvolvimento Econômico, José Alonso Dias, que além de não ter ido, não deu ciência para ninguém do Governo.

O Divinews em contato na tarde de ontem, quinta-feira, com o presidente do Sindicato das Industrias do Vestuário (SINVESD), obteve dele a seguinte resposta, quando as queixas que o vereador tem feito do governo com relação ao setor. “Não nomeei ninguém para representar o Sinvesd, quando tiver que falar, eu mesmo falo, sequer tenho assessoria de imprensa para isso. Eu vou diretamente a mídia ou as instituições e faço as reivindicações necessárias. Se ele está falando, fala por ele, que aliás nem ao setor pertence mais. Não preciso de porta voz”

“Eu represento a população de Divinópolis, estou aqui pra isso, represento as empresas, a população como um todo. E também as causas que eu acho importante para as industriais como a questão o MVB, que eu fiz aqui em meu pronunciamento, falei da feira que aconteceu, das reuniões que eu tive com o próprio Marcelo e de alguns questionamentos que ele fez pra mim por falta de atendimento e parceria da prefeitura. E eu expus isso aqui na tribuna, nada mais do que isso. Cobrei como vereador, do Executivo, de uma parceria melhor e um atendimento ao Sindicato do Vestuário. Não falei em nome do Sindicato e nem com procuração do presidente Marcelo, que faz esse papel muito bem”, afirmou o vereador Matheus Costa.

“Falo como vereador e respeito e admiro muito o trabalho que o Marcelo tem feito a frente do Sindicato do Vestuário, como eu, e você (jornalista) conhece, é uma instituição séria e que pode fazer muito pelo setor aqui na cidade.”

A seguir, Matheus mirou sua metralhadora oposicionista contra o Governo, desta vez em Osvaldo André, secretário de cultura, também em consequência da prestação de contas na Câmara de Divinópolis, por uma lei do vereador Nonato, em que os são obrigados a prestar contas de suas pastas. Por uma frase em que Osvaldo que afirmou que os roubos de livros da biblioteca, de certa forma não era tão maléfica, já que o “ladrão” iria ler. Matheus não avaliou essa frase como positiva e “celeumou” sobre ela, criticando o secretário.

 

5 comentários em “MAIS CELEUMA: Matheus Costa critica secretário de Cultura; a seguir rebate presidente e diz representar empresas e população e não SINVESD

  • 3 de março de 2019 em 15:56
    Permalink

    Faltou lembrar qdo comissionado nunca foi trabalhar

    Resposta
  • 2 de março de 2019 em 12:00
    Permalink

    NINGUEM MERECE ESSE CARA NA CAMARA…..

    Resposta
  • 2 de março de 2019 em 09:32
    Permalink

    Querendo dar uma de Cleitinho Azevedo!! Só q a diferença entre ambos é brutal, Cleitinho é um rapaz sincero, correto e honesto, esse coitado ai tem prazo de validade 31 de dezembro de 2020, ja foi acusado de racismo no antigo Bar Muah por um garçom do local, acusado de ter cometido estupro, ficou dias escondido, depois apareceu no antigo programa do Sílvio França com aquele sorrisinho irônico tentando ser vítima da situação, e por ai vai!! Disse também que se espelha em seu maior exemplo que é seu pai ” Valdemar da Pamer, ex vereador cassado por compra de votos aqui em Divinópolis, todo mundo sabe a índole desse sijeito” !!!

    Resposta
  • 1 de março de 2019 em 12:58
    Permalink

    Putisgrila, eita rapazinho problemático

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

66  +    =  67