SAMU NO CTI: Pagamento dos salários dos funcionários é feito a duras penas; Serviço pode parar se Zema não repassar recursos


O secretário Executivo do CIS-URG e Coordenador do SAMU Oeste, José Márcio Zanardi ao comunicar que conseguiu a duras penas, com o auxílio das prefeituras que fazem parte do consórcio efetuar o pagamento integral dos salários dos funcionários, na preocupante Nota Oficial, informou que há cinco meses o Governo não realiza nenhum repasse financeiro para o Consórcio, totalizando assim, uma dívida de R$ 8 milhões – Zanardi ainda na Nota explica que, não existe dinheiro nem para pagar os encargos trabalhistas dos funcionários, tão somente os salários, e que os fornecedores também não receberão – O fato é que,  havia uma expectativa de que ao assumir o Governo, Romeu Zema não deixasse mais atrasar os repasses de recursos financeiros, não apenas para os municípios, mas também para os serviços essenciais do Estado, com o SAMU. Contudo, não é o que está acontecendo, pois já no primeiro mês, ou seja, janeiro, Zema atrasou quase todos os compromissos que tinha assumido, quando em campanha eleitoral. 

“BOA TARDE! Estamos efetuando o pagamento integral de todos nossos colaboradores, referente a janeiro de 2019. Vale lembrar que, contando com janeiro, são cinco meses e meio sem recebermos da Secretaria de Estado de Saúde. Uma dívida de mais de oito milhões de reais. Temos esperança e fé que a equipe do governo poderá fazer pagamento de forma regular. Agradeço aos prefeitos e gestores municipais que não mediram esforços para que pudéssemos liberar a folha na data de hoje. Cabe a cada um de nós mantermos o compromisso com a otimização dos recursos em favor da vida. O vale alimentação será liberado assim que possível, nos próximos dias.  Mais uma vez, manifesto minha gratidão e do Conselho Dos Prefeitos a toda equipe administrativa e assistencial pelo excelente trabalho que o CIS-URG Oeste presta à população” –  José Marcio Zanardi – Secretário Executivo Cis-URG e Coordenador do SAMU Oeste.

A Assessoria de Comunicação, explicou sobre a Nota

Esta nota foi repassada na tarde desta segunda-feira (04), aos funcionários do CIS-URG Oeste pelo secretário executivo José Márcio Zanardi, que juntamente com a diretoria da instituição não mediu esforços para conseguir arrecadar o valor necessário para pagar ao menos o salário de janeiro”

Por um lado há um alívio de conseguir o valor para fazer o pagamento dos funcionários, porém, por outro há uma grande preocupação, pois não há verba para pagar fornecedores e encargos sociais. Tudo isso põe em risco a sustentabilidade do serviço, uma vez que serão geradas multas dos encargos sociais, juros de fornecedores, o que começa gerar juros em cima dívida, agravando a situação financeira.

O secretário Executivo, continuou a Nota, na expectativa que Zema resolva a situação nos próximos dias.

“Esperamos que nos próximos dias a Secretaria de Estado de Saúde possa dar uma posição positiva em relação ao pagamento dos atrasados e inicie o pagamento de 2019, liberando a parcela de janeiro. Acredito no esforço da equipe do governo Zema, contudo, se não houver nenhum um pronunciamento, teremos que adotar medidas que poderão afetar os serviços”, conclui o secretário executivo do CIS-URG Oeste, José Márcio Zanardi.

Um comentário em “SAMU NO CTI: Pagamento dos salários dos funcionários é feito a duras penas; Serviço pode parar se Zema não repassar recursos

  • 5 de fevereiro de 2019 em 12:41
    Permalink

    Deve ser por isso que quando e solicitado o serviço. Atendente fazer a seguinte pergunta pergunta se o pessoal que está desmaiada ou quer ser atendido pela SAMU.Foi oque aconteceu uma criança Caio na piscina e estava afogada foi ligado pra SAMU e a pergunta foi qual o nome, idade e perguntar se ela gostaria de ser atendido pela SAMU.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!