Kaboja diz que vereadores não são favoráveis à prática do nepotismo no serviço público; Legislativo e Executivo seguem súmula vinculante do STF


O vereador Rodrigo Kaboja, ao usar o seu tempo regimental na sessão ordinária desta quinta (12), pediu que a Mesa Diretora esclarecesse que nenhum dos vereadores são favoráveis à pratica do nepotismo e ainda que o projeto votado na Câmara Municipal e já a lei sancionada pelo prefeito Galileu Machado, foi muito mal interpretada pelas pessoas, acreditando que os vereadores possam indicar parentes ao seu bel prazer para trabalhar na Prefeitura ou na Câmara –  O edil explicou que, o que existe é uma jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, autorizando que apenas o chefe maior do Governo Federal, Estadual e Municipal possam colocar possam colocar no governo, até mesmo parentes, desde que seja no primeiro escalão, e que tenham qualificação comprovada para o cargo, que isso é uma súmula vinculante do STF – Disse mais, que estão propagando mentiras sobre o caso de nepotismo somente para denegrir a imagem dos vereadores e principalmente a dele, por ser líder do Governo, que são pessoas das redes sociais que queriam estar no seu lugar – Disse também que estará reeleito em 2020 e mandou que as pessoas trabalhem e disputem eleição se quiserem entrar na Câmara, mas que o respeitem – Em 2014, o tio do ex-prefeito Vladimir Azevedo, foi nomeado secretário de Governo, baseado na súmula vinculante do STF, e mesmo com a mesma lei em vigor, não foi feito o estardalhaço midiático que está sendo feito Agora, em consequência na nomeação da Engenheira Claudia Machado para a Secretaria de Obras, que tem notório saber em sua área, assim como tinha Honor Caldas para ocupar o cargo que ocupou – Existe duas pequenas frases que são o resumo de tudo, a primeira é  “LICITAÇÃO PARA PUBLICIDADE”, e a outra “CAMPANHA PUBLICITÁRIA”. Quando isso for resolvido os equívocos de interpretação da lei vai cessar. Mas enquanto não for resolvido, é cassa ao governo. É assim que funcionou, funciona e funcionará. Em todos os âmbitos, federal, estados e municípios. E com quase todos os veículos, quer seja de grande porte, medio ou pequeno. 

2 comentários em “Kaboja diz que vereadores não são favoráveis à prática do nepotismo no serviço público; Legislativo e Executivo seguem súmula vinculante do STF

  • 13 de abril de 2018 em 17:57
    Permalink

    É NEPOTISMO SIM SENHOR KABOJA, E NAS ELEÍÇÕES EM 2020, VAI ESTÁ LONGE DESSA CÂMARA…

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  +  35  =  39