Divinópolis fecha 2017 com déficit de 662 postos de trabalho, diz NUPEC da FACED


O Núcleo de Pesquisas Econômicas (NUPEC) da FACED, apontou que Divinópolis no ano de 2017, em dezembro fechou com um déficit de 662 empregos. Ou seja, as demissões superaram as contratações – Agosto foi o mês com o maior índice de contratações, com 2.099 novos postos de empregos. Enquanto dezembro além de ser o mês de menor contratação, com apenas 1.451 vagas. Foi o mês de maior número de demissões, 2.113 – A explicação é o término do contrato de trabalho de muitos estagiários, ou serviços temporários – O setor que mais contratou em 2017 foi o de serviços, com 578 contratações, seguido pela administração pública com 364 – Na contramão, esteve o setor de construção civil, um dos que menos contratou, apenas 34 vagas – De 2003 a 2017, o ápice das contratações ocorreu em 2010, com 3667 empregos, enquanto em 2014, o índice negativo foi menos 1.355 empregos – Na pesquisa do NUPEC, aparece Divinópolis, com um saldo de empregos maior que Pará de Minas e Nova Serrana. Na Região à frente de Divinópolis aprecem Formiga e Itaúna.    

 

MERCADO DE TRABALHO 2017

EM CONSEQUÊNCIA DO PERÍODO ELEITORAL OS COMENTÁRIOS ESTÃO SUSPENSOS

PODCAST: escuta essa!!