Prefeito de Divinópolis pede socorro ao Ministério Público (MPMG); para liberar IPVA do município


Conforme informações da Comunicação da Prefeitura, o prefeito de Divinópolis, Galileu Machado, fez um pedido de providências ao promotor de Justiça, Gilberto Osório Resende, sobre a retenção do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) praticada pelo Governo de Minas Gerais. No documento, o prefeito confirma a retenção de R$ 7,8 milhões do imposto, que seria destinado aos cofres da Prefeitura de Divinópolis – No documento, o prefeito informa ao promotor sobre o procedimento, que afronta a legislação, adotado pelo governo mineiro. “O governador do Estado, alardeando crise financeira grave vivenciada pelo Estado de Minas Gerais, tem-se valido do expediente sorrateiro da retenção pura e simples dos valores de IPVA, no tocante ao percentual que, inquestionavelmente, pertencente ao município de Divinópolis, em flagrante afronta ao que determina a lei”, afirmou o prefeito.

No documento, o prefeito destaca que, de 1º a 19 de janeiro, os cofres municipais deixaram de receber R$ 7,8 milhões, ou seja, 63% a menos, quando se compara com o mesmo período do ano passado.

O prefeito de Divinópolis explica que o Banco do Brasil aderiu a uma esdrúxula interpretação do decreto estadual de 27 de dezembro e não repassa os valores devidos ao município. “A conduta em questão é grave e ilegal, sob tal óptica de ser enquadrada, a par de sujeitar o próprio Estado de Minas Gerais a uma intervenção federal”, afirmou o prefeito, se referindo ao Artigo 10 da LC nº 63/1990.

No final do pedido de providências, Galileu Machado solicita a solução desse problema do município no Banco do Brasil.

 

2 comentários em “Prefeito de Divinópolis pede socorro ao Ministério Público (MPMG); para liberar IPVA do município

  • 29 de janeiro de 2018 em 08:57
    Permalink

    enquanto isso Divinópolis vive aos buracos nas pistas. na periferia quando da sol é poeira e quando da chuva é barro.

    Resposta
  • 26 de janeiro de 2018 em 22:07
    Permalink

    O promotor poderia aproveitar o embalo e tambem resolver com o senhor sobre o gatilho salarial do servidor que por lei o senhor e obrigado a dar. E nao deu tambem os filiados do PMDB pedem socorro porque o senhor os usou na sua campanha e depois os enganou e abandonou e traiu .Se a lenda viva nao resolver isso nao tera sucesso.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!