Vereador de Divinópolis/MG que queria mudar cor do luto para cinza, e eliminar concursos de rainha da pipoca e rei do amendoim nas escolas públicas, quer agora que Comissão Especial ateste sua sanidade mental


O vereador da Câmara Municipal de Divinópolis, Edson Sousa (PM|DB), autor de um projeto (foi arquivado) de Lei que tinha como objetivo mudar a cor do luto no município, de preto para cinza, usando como uma das justificativas, entre as inúmeras elencadas, a falta de respeito com a raça negra, citando como exemplo depreciativo: “a mala preta; a coisa está preta”; E que posteriormente ensaiou apresentar um outro projeto (Também foi arquivado) que proibiria às escolas da rede municipal, em época de festa junina elegessem a Rainha da Pipoca e o Rei do Amendoim; em uma reunião ORDINÁRIA, resolveu solicitar que a Câmara de Vereadores da cidade formasse uma Comissão Especial para ATESTAR SUA SANIDADE MENTAL,  simplesmente por que ele, após ter maltratado uma jornalista, chegando a colocar o dedo em riste no rosto da profissional, por não ter gostado da pergunta que ela lhe fez, e o Divinews em manchete afirmou que ele tinha surtado para proceder daquela forma – Porém diante do seu pronunciamento na reunião seguinte, que reproduzimos abaixo, ele foi bem além do que surtar. Que, como verbo intransitivo, tem como significado “entrar em crise mais ou menos branda em razão de algum problema psicológico”. E é de conhecimento de todos, que o vereador estava fixado, obsessivo em não aprovar o projeto de reajuste da planta genérica de valores do IPTU. Era notório para qualquer um sua inquietação e suas estratégias de que ele estava fora do centro. Daí reagiu de forma violenta com a jornalista Pollyanna Martins, do Gazeta do Oeste. Que se quiser, lhe mete um belo de um processo, por assédio moral, ou até mesmo o enquadra na Lei Maria da penha, pois ele ultrapassou o limite do razoável em direção a uma mulher, chegando por pouco a agressão física – E sua ira maior, em direção ao Divinews, é que foi o único que filmou o seu destempero emocional, e distribuiu as imagens para os dois jornais, O Agora e o Gazeta que não tinham imagens do episódio – Somado ao fato de que o vereador, não ter sido homenageado no evento comemorativo aos  10 anos do Divinews, para ele isso foi como uma afronta. E em seus pronunciamentos, isso fica ainda mais latente.    

No dia do “pronunciamento”, a palavra está entre aspas, por que não se poder considerar aquela fala do vereador, como um pronunciamento parlamentar e sim, como uma queixa de um ancião de 60 anos, mas ainda mimado, que não pode ser contrariado em suas opiniões, que por vezes são dúbias, e vários vídeos que vamos postar, comprovam isso. A cada momento está de um jeito, defende ou ataca uma causa. 

“Em primeiro lugar eu queria agradecer as milhares de mensagens que eu recebi, e os telefonemas de alguns vereadores, de esposas de vereadores, da imprensa, em relação ao reflexo da última reunião” ( É normal o edil afirmar que recebeu muitas mensagens e telefonemas, mesmo que seja as 7 horas da manhã )

“Eu acho, que eu tento ser uma pessoa educada e civilizada, uma pessoa urbana. Ora nenhuma eu falei que eu defendo um segmento. Nós estamos discutindo uma planta de valores que está em 16 zonas urbanas. E esse debate, ele gera muitas contradições. Com boas casas, comercio, lotes. E toda vida eu fui zeloso. Eu confesso que, com toda humildade eu fui o vereador que mais estudei esse projeto, tanto que o único que fez emenda foi eu. Esse projeto não foi votado até agora, é por que ele está pendente. O prefeito não respondeu aos questionamentos do relator. É por causa disso que esse projeto não está votado até agora”  ( Foi visível a proximidade do vereador com as entidades de classes patronais, representando o empresariado divinopolitano. Não ha nada de mal nisso. Existem os lobby, só tem que assumir que fez, só isso ) veja vídeo

“Eu já falei, já expliquei. E nós vamos tentar explicar novamente. Que o IPTU em Divinópolis, é R$ 32,34 por habitante. Na Região Centro-Oeste das 54 cidades (O VEREADOR SE EQUIVOCOU, NA VERDADE SÃO 56 CIDADES E NÃO 54) é R$ 32,00 reais por habitante. E Divinópolis é R$ 104,40 por habitante. Isso fica claro que o nosso IPTU em relação as 54 cidades, ele é 222% mais caro. Não estou falando grego ou aramaico, estou falando em português.

Em relação as 100 maiores cidades de Minas, o IPTU por habitante, é R$ 97,93 por habitante e Divinópolis é R$ 104,40, ou seja, o IPTU de Divinópolis, está 6.6% acima das 100 maiores cidades de Minas. ( O vereador apresentou inúmeros dados, só não explicou como chegou aos números e que banco de dados usou. Não é falar, é mostrar )

Nós explicamos que a LDO aprovada está com o lançamento de R$ 28 milhões, que foi aprovada por 17 vereadores (16 VEREADORES, O PRESIDENTE NÃO VOTOU). E agora o Prefeito lança um projeto que pode vir arrecadar até R$ 91 milhões ( Esse número é destoante do que o Executivo apresentou ) E nós tão com essas distorções, “maisi” o que a sociedade civil está querendo, é que este projeto passe para o ano que vem, para ser discutido baseado no artigo 92 do Plano Diretor. É isso que as pessoas estão pedindo, o pequeno empresário, o contabilista, o sindicato rural, os contadores, a FIEMG, enfim aquelas 11 instituições que foram signatárias, o que estão pedindo é isso, que cumpram o artigo 92 do Plano Diretor. ( Edson, mesmo sabendo das dificuldades que o municipio terá de caixa para 2018, em nenhum momento tentou intermediar que o entendimento com as entidades de classe se desse ainda neste ano de 2017, para que valesse para 2018. Sua intenção, era, e é só uma derrotar o Governo Galileu para lhe mostrar que ele teria feito uma péssima escolha ao trabalhar para fazer Adair Otaviano presidente da Câmara. Sua maior mágoa, está aí. Ele várias vezes falou que seria o presidente em 2017, que foram até à sua casa lhe pedir para ser o presidente. Isso não é segredo para nenhum vereador, ele fala isso abertamente)

“Sabe por que eu vou votar contra esse projeto, Cleitinho? Por que esse projeto agride frontalmente, o artigo 70 e 72 do Plano Diretor. O senhor Prefeito deveria ter chamado o Conselho da Cidade, e o Conselho da Cidade chamar a Confederação do Conselho da Cidade. É por causa disso. Já dei o esclarecimento sobre o IPTU” ( Isso é sim verdade,  Diante do Plano Diretor, era preciso acionar o Conselho da Cidade. Ocorre que, durante a administração do ex-prefeito Vladimir Azevedo, ele ignorava as recomendações do Plano Diretor, e ninguém gritava – Outro fator importante, que não foi levado em consideração nesta discussão sobre o IPTU, é corrigir as distorções dos condomínios de luxos que estão em área única, e que pagam sobre o valor do terreno e não das construções luxuosas.) 

“Agora vou falar da última reunião da quinta-feira (21), onde eu fui chamado de louco, que eu fui surtado. Já procurei, já procurei, por que quem pode fazer uma avaliação “psiquiatra”, que é uma doença mental, é um psiquiatra forense. Falaram que eu ataquei pessoas. Até agora não tem ocorrência na Polícia Militar (MAS PODERÁ TER) e nem tem exame de corpo delito. Até agora não tem” (MAS PODERÁ TER A LEI MARIA DA PENHA)

“Mas quando o Geraldo do Divinews, que aqui eu quero fazer uma elevação ao Jornal Agora, a Rádio Divinópolis, a Rede Globo, o SBT e o Sistema Mayrink Pinto de Aguiar, que esteve presente no dia, juntamente com o Gazeta e o Divinews” (EDSON MAIS UMA VEZ SE EQUIVOCA, JÁ QUE NÃO HAVIA PROFISSIONAIS PRESENTES da TV Integração, do SBT e tão pouco do MPA, a imagem no momento do seu descontrole, comprova isso)

“Eu acompanhei a mensagem de todo mundo. O Geraldo me deu um atestado público da minha insanidade mental” (Novamente o vereador erra, já que a manchete do Jornal Gazeta do Oeste também usou a palavra “surta” para o destempero do nobre edil)

“Ele pode ter feito isso, só que agora ele vai ter que responder. Eu sou um homem público. Ele me pôs perante a sociedade que eu sou um demente, que eu sou um doente, que eu sou um irresponsável, que eu sou incapaz, que eu perdi o senso da realidade. Jornal nenhum fez isso a não ser o Divinews” (MENTE O VEREADOR, POR QUE OUTRO JORNAL O FEZ. E O DIVINEWS NÃO FALOU O QUE ELE ESTÁ FALANDO QUE FALOU, SÓ DISSE QUE ELE SURTOU)

“Mas por que está atrás disso, povo de Divinópolis e que nós vamos tornar público hoje. É o jornal chapa branca do Divinews. Por que ele não faz jornal igual todo mundo faz. A Câmara gastou até agora R$ 44.624,90, tem R$ 40.754,00 ganhou e tem um empenho lá no forno de R$ 38.400” ( O vereador novamente erra e dá informações distorcidas, os valores não foram esses, será provado na justiça )

“Ele fez homenagem para a Câmara aqui, semana passada, onde muitos membros dessa casa, com competência e com mérito foram homenageados”. O grande problema do Edsom e ficará demonstrada em outras falas sua, é que ele não se conforma, por não ter sido chamado, para o evento de 10 anos do Divinews, que foi realizado no dia 15 de dezembro, no Verona Tower, em que outros diversos vereadores e autoridades do município receberam comendas, em suas respectivas áreas de atuação.  Contudo, em 2011, tanto Edson, quanto a ex-vereadores Heloisa Cerri, e o também ex-vereador Beto Machado, receberam do Divinews em um evento realizado na FIEMG, a comenda “DESTAQUE DIVINEWS 2011”, naquela ocasião, os demais vereadores não receberam e não criaram a confusão que ele está criando por isso. E se diz democrata. 

“O Jornal Divinews, ganhou mais do que o Gazeta, o Jornal Agora, e a Integração, juntos. O Jornal Divinews ganhou mais do que o Portal Centro-Oeste, o Jornal Gazeta do Oeste e o Jornal Agora. Por que que está por trás disso. É por que o senhor Geraldo Divinews, não faz o fato social. Ele quer ser o 18º vereador. Ele quer enfrentar essa Casa. ESSE SUJEITO QUE ME FALTA PALAVRA PARA CLASSIFICÁ-LO. Ele tomou a frente do Governo e quem for contra o projeto do Governo, ele sapeca, ele persegue”.  – (Isso é só raivinha, pois em outras ocasiões, e tem videos sobre isso, ele rasga elogios para o Divinews. (veja vídeo) – O Divinews não é chapa branca pois se o fosse teria cargos no governo, coisa que ele tem e não revela que tem, o vereador tem apadrinhado/s na Prefeitura, segundo informações de altas fontes)  

“Taqui” o amor que esse senhor, esse carioca que veio lá do Rio, tem por Divinópolis, R$ 44 mil reais, que ele ganhou até agora. Janeiro nós não trabalhamos, junho não trabalhamos e dezembro, não. R$ 44 mil em cinco meses. Ele ganhou mais do que a TV Integração, gente! Ele ganhou mais do que o Portal Centro-Oeste e o Jornal Agora juntos” ( O Divinews segundo o site de métrica www.alexa.com, após a classificação em primeiro lugar do Sistema MPA, tem números técnicos que justificam os investimentos da Câmara de Divinópolis, para dar visibilidade às suas ações. Some-se ao fato de ser o Divinews uma mídia eletrônica verticalizada, é o que mais fala de política, dai o interesse técnico da agência que distribui a mídia, com o aval da Diretoria de Comunicação da Câmara, que analisa como positivo investir no Divinews. Pois queiram ou não, principalmente dentro do segmento dos servidores públicos de Divinópolis, é o mais acessado) 

Data: 30/12/2017        18:22
SITE MUNDO BRASIL
MPA 42.855 1.522
DIVINEWS 528.068 15.748
G37 1.144.631 38.010
AGORA 1.602.973 51.784
PORTAL CENTRO-OESTE 2.069.796 58.263

O que que está por trás disso? Desse falso apóstolo do jornalismo? Ele me deu uma manchete, que confesso para vocês que ninguém gostaria: “VEREADOR SURTA”. Primeiro ele não tem competência para isso. Segundo: ESTOU CONVOCANDO A MESA DIRETORA QUE INSTALE E CONVOQUE UMA COMISSÃO PARA FAZER MENTAL DO VEREADOR EDSON SOUSA”

“Por que esse povo não vai brincar comigo não. Essas pessoas irresponsáveis que não tem compromisso com a verdade. Eles vão ter que explicar, eles vão ter que explicar. A Rádio Divinópolis, o Jornal Agora, eu não lembro mais no dia, ninguém me chamou, ninguém falou que eu surtei”, o vereador mente novamente, já que no início do seu pronunciamento ele citou os nomes de veículos que sequer estavam presentes. E o Jornal Gazeta do Oeste no título interno da matéria usou o mesmo verbo do Divinews “SURTAR”, dizendo: ”Edson Sousa, durante surto, ataca imprensa” .Já o Jornal Agora foi mais  amenos com o edil, usando a manchete: “Vereador se irrita com a imprensa”, porém no texto, deixou claro que o edil estava sim defendendo os interesses das entidades de classes empresariais.

“O que é surtar? O que é o conceito de surtar ? Quem pode falar que uma pessoa surtou? Eu tinha “cabado” de receber um telefonema antes da entrevista, sobre uma possível ameaça de morte física (Não existe outra morte que não seja física) a minha pessoa”, (se o vereador é do jeito que é, ele deve ter registrado em seu telefone, o horário da ameaça e solicitar que a Policia Civil, consiga rastrear de onde partiu tal ameaça que ele diz ter sofrido. Muito esquisito essa afirmativa do nobre edil, pois é muito grave para que não seja apurado. E pelo que consta ele não tomou nenhum providência quanto a essa suposta ameaça)

“Estamos em conflito, estou defendendo um bom combate, ideias sem atacar ninguém”, mas uma vez o vereador se equivocou, pois na entrevista atacou sim a jornalista do Gazeta do Oeste por uma pergunta que ele julgou ter sido inconveniente, como se tivesse autoridade para definir o que deve ou não ser perguntado. E ainda chegou o dedo em riste no nariz da profissional. Que se quiser pode denunciá-lo na Lei Maria da Penha, basta que a Justiça tenha o mesmo entendimento da Lei que rege a agressão à mulher.

“Geraldo do Divinews, jornal placa branca, vende opinião – Eu tenho rede social tem grupo social. Tem grupo de transmissão. Minha fala vai ser transcrita e vou tornar ela pública. O bom debate tanto eu com a imprensa e a imprensa comigo, que sempre pautou. É o que eu quero ter”, o edil mostra mais uma vez, após anos no parlamento que o seu discurso de democracia e liberdade de imprensa e de opinião, é balizado para somente o que ele gostaria que fosse falado a seu respeito. “É o que eu quero ter”, mas não terá sempre. Por que o homem público é sujeito mais a críticas do que elogios. Seu discurso sobre democracia é inconsistente, é teórico e não prático.

“Naquele dia a TV Integração, tinha me dado uma entrevista, como vereador mais atuante, que dizer o brilho saiu. Vem um jornal que ganha R$ 44 mil, e agora vou acompanhar ele mês a mês. R$ 44 mil, Geraldo, chapa branca. Por que o nome dele é Geraldo Passos, mas no corredor aqui, todo mundo sabe como ele é conhecido, como ele é chamado. Todos aqui sabem. Então vem um senhor desse brincando com a dignidade, a história e a moral de uma pessoa humana. Com certeza senhor Geraldo, ali pra março nós encontraremos perante aqueles que tem oportunidade de julgar o conflito entre as pessoas, dentro de uma sociedade civilizada”. ( Sociedade civilizada, não é o que ele prega, ele prega uma sociedade ditatorial. Vamos sim nos encontrar nos tribunais, pois o Divinew o aciona na justiça por calunia, difamação, entre outros delitos que cometeu fora do local de sua imunidade parlamentar que se restringe ao uso da Tribuna, quando em tese, ele está “trabalhando” e não na internet, ou ambiente externo )

RESUMO DA ÓPERA: O vereador além de difundir inverdades, tem uma mágoa incrível, além de uma falta de reconhecimento, pois em seu mandato anterior 2009 a 2012, foi um habitué frequentador do Divinews, que lhe deu uma alta visibilidade, propiciando até que fosse escolhido pela vereadora Heloisa Cerri, como seu vice na chapa que concorreu à Prefeitura de Divinópolis. Época em que ele era só elogios para o Divinews, quem acompanha as transmissões da Câmara e os videos comprovam isso. E temos vários. Poderá comprovar que o que falamos é a mais pura verdade. É uma pena o vereador não saber perder e entrar nestes surtos quando é contrariado. Tem maturidade política e de vida,  o suficiente para saber como é a vida. 

O Divinews sempre será opinativo no meio político. Principalmente em tais casos. Contudo, nos factuais, nos atemos apenas e imparcialmente divulgá-los. 

Este vídeo acima, da fala do Edson,  é do dia 26, uma reunião após a agressão verbal do vereador à jornalista do Gazeta do Oeste. Posteriormente no dia 28, ele voltou a atacar o Divinews, após o editor do Divinews, Geraldo Passos ter usado a tribuna. Voltaremos a falar também sobre tal vídeo.  E em breve: o caso Venâncio do Amaral. E do jornalista Itamar de Oliveira, com quem Edson também teve um entrevero. Em consequência de criticas. 

Para entender leia também:

O primeiro vídeo é do dia 26, uma reunião após a agressão verbal do vereador à jornalista do Gazeta do Oeste. Posteriormente no dia 28, ele voltou a atacar o Divinews, após o editor do Divinews, Geraldo Passos ter usado a tribuna. Voltaremos a falar também sobre tal vídeo.  E em breve: o caso Venâncio do Amaral. E do jornalista Itamar de Oliveira, com quem Edson também teve um entrevero. Em consequência de criticas. 

 

4 comentários em “Vereador de Divinópolis/MG que queria mudar cor do luto para cinza, e eliminar concursos de rainha da pipoca e rei do amendoim nas escolas públicas, quer agora que Comissão Especial ateste sua sanidade mental

  • 29 de janeiro de 2018 em 09:41
    Permalink

    PARA QUE QUE ELE QUER QUE ATESTE?
    A PESSOA É O QUE É PELAS AÇÕES DO DIA A DIA.

    Resposta
  • 1 de janeiro de 2018 em 14:24
    Permalink

    Já fiz outro comentário e não foi publicado isto mostra a parcialidade das notícias dadas por este veículo de notícias, não sou eleitor deste vereador, mas o divinews está dando tanto espaço para esta notícia que me fez rever a maneira de ver as notícias de minha cidade, procurando outra fonte confiável.

    Resposta
    • 4 de janeiro de 2018 em 12:27
      Permalink

      Concordo. Falta completar de profissionalismo. Parecem crianças brigando.

      Resposta
  • 1 de janeiro de 2018 em 00:37
    Permalink

    ele ta doido de amor pelos empresarios

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.