Câmara de Divinópolis aprova, sem delongas, as contas de 2014 do ex-prefeito Vladimir Azevedo


Na sessão ordinária da Câmara de Divinópolis, realizada no último dia 5/9, os vereadores aprovaram as contas do ex-prefeito, Vladimir Azevedo, relativas ao ano de 2014 – A discursos dos edis para aprovarem as contas, sem questionamentos sobre a situação financeira que o município foi deixado em 2016, em Estado de Calamidade Financeira, que foi renovado pelo atual Prefeito, Galileu Machado, é que os ministros do Tribunal de Contas do Estado (TCE), as aprovaram. Portando, à eles não restava outra opção a não ser também aprovar, assim como o Ministério Público aprovou, além de todas as comissões internas do Legislativo – Lembrando que o ano de 2014, foi o segundo ano, do segundo mandado do ex-prefeito, que logo no início do seu segundo mandado, ou seja, em 2013, no ano anterior à aprovação das contas, vendeu uma serie de imóveis do município para fechar o ano fiscal do último ano do seu primeiro mandato, que foi de 2009 a 2012 – Não houve nenhum questionamento, exceto pelo excesso de zelo e explanação do vereador Rodrigo dizendo que se o projeto não fosse pautado naquela data,  poderia travar a pauta, segundo o Regimento Interno da Câmara. Finalizou sua fala pedindo a aprovação das contas do Prefeito Vladimir Azevedo, já que o TCE assim tinha se manifestado 

RELATÓRIO Recebido o relatório do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, referente os autos do Processo de Prestação de Contas do Prefeito de Divinópolis, Sr. Vladimir de Faria Azevedo, referente ao exercício 2014, DECRETA:

– Considerando que, trata-se da Prestação de Contas da Prefeitura Municipal de Divinópolis relativa ao exercício de 2014, sob a responsabilidade do Sr. Vladimir de Faria Azevedo;

– Considerando que, houve regularidade na abertura de Créditos Orçamentários e Adicionais, como também observância dos índices e limites constitucionais e legais examinados na prestação de contas;

– Considerando que o índice relativos as ações e serviços públicos de saúde; – Considerando que o índice constitucional relativo à manutenção e desenvolvimento do ensino, excluído o índice legal referente ao FUNDEB;

– Considerando que, o limite de despesas com pessoal, fixado nos artigos 19 e 20 da Lei complementar 101/2000; – Considerando os limites definidos no artigo 29-A da Constituição Federal para repasse de recursos ao Poder Legislativo Municipal;

– Considerando que disposições previstas no inciso II, V e VII do artigo 167 da Constituição;

– Considerando a aprovação das contas em conformidade com o disposto no inciso I do art. 45 da Lei Complementar nº 102/2008, c/c inciso I do art. 240 da Resolução TC nº 12, de 2008 (RITCEMG);

– Considerando que, o Ministério Público junto ao Tribunal opinou pela emissão de parecer prévio pela aprovação das contas municipais;(fls não numeradas);

– Considerando que não houve irregularidades, a Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária, no uso de suas atribuições, conclui pelo Projeto de Decreto.

Divinópolis, 31 de julho de 2017

Vereador Raimundo Nonato

Presidente da Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária

Vereador Zé Luiz da Farmácia

Secretário da Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária

Vereador Josafá Anderson

Membro da Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária

 

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº CM-003/2017 Aprova as contas do Município de Divinópolis, relativas ao exercício financeiro de 2014, administração de Vladimir de Faria Azevedo.

Faço saber que a Câmara Municipal de Divinópolis aprovou e eu, Vereador Adair Otaviano de Oliveira, Presidente, nos termos regimentais, promulgo o seguinte Decreto Legislativo:

Art. 1º Ficam aprovadas as contas da Prefeitura Municipal de Divinópolis, referente ao Exercício 2014, gestão do Prefeito Vladimir de Faria Azevedo, à época, analisadas no processo nº 969579, perante o Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais.

Art. 2º Este Decreto Legislativo entra em vigor na data de sua publicação. Divinópolis, 31 de Julho de 2017

Um comentário em “Câmara de Divinópolis aprova, sem delongas, as contas de 2014 do ex-prefeito Vladimir Azevedo

  • 12 de setembro de 2017 em 20:19
    Permalink

    É DESANIMADOR LER QUE OS NOBRES VEREADORES DE DIVINÓPOLIS APROVARAM EM TEMPO RECORDE A PRESTAÇÃO DE CONTAS DE 2014 DO EX-PREFEITO WLADMIR AZEVEDO JÁ QUE ELE TEM 11 PROCESSOS NA JUSTIÇA POR SUSPEITA DE IRREGULARIDADES FINANCEIRAS NA SUAS 2 ADMINISTRAÇÕES DE 2009 a 2016.NÃO DÁ PARA ENTENDER ESSA ATITUDE TIPO PILATOS LAVANDO AS MÃOS E JOGANDO A RESPONSABILIDADE PARA O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO.NÃO CUSTA LEMBRAR QUE VÁRIOS VEREADORES DAQUELA ÉPOCA FORAM REELEITOS EM 2016 E OCUPAM CADEIRAS HOJE NA CÂMARA MUNICIPAL E FORAM BENEFICIADOS COM CARGOS PÚBLICOS E OUTRAS BOQUINHAS OFERTADOS PELO WLADMIR. CABE AO MINISTÉRIO PÚBLICO DAR SUA PALAVRA FINAL NESSA FARRA COM O DINHEIRO PÚBLICO DESVIADO DOS CIDADÃOS DIVINOPOLITANOS.É PRECISO PASSAR A LIMPO OS DESMANDOS DOS POLÍTICOS QUE COMANDAM NOSSA CIDADE QUE SE APROVEITAM DA BOA FÉ DOS ELEITORES QUE CONFIARAM NOS ATUAIS VEREADORES E SÓ AGORA VÃO PERCEBER QUE FORAM ENGANADOS.OS VEREADORES TAMBÉM ESTÃO NA MIRA DA JUSTIÇA E MAIS OU MAIS TARDE VÃO PRESTAR CONTAS JUNTOS COM EX-PREFEITO WLADMIR E O ATUAL PREFEITO GALILEU QUE TEM 6 PROCESSOS NA JUSTIÇA EM MENOS DE 1ANO DE MANDATO.FALANDO NISSO CADÊ O JOSÉ ALONSO E O FAUSTO BARROS???QUEREMOS NOTÍCIAS DIVINEWS.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.