CPI DA EDUCAÇÃO DE DIVINÓPOLIS: Equipe pedagógica recebe lista de materiais comprados, mas sem o valor do preço ao lado


Após a Escola Municipal Odilon Santiago ter emitido uma Nota rebatendo um oficio da SEMED que foi enviado para todas as escola que é mencionado que todos os diretores tiveram participação em decisões sobre as compras feitas pela Secretaria de Educação, eles esclareceram que a consulta sobre as aquisições dos mobiliários e equipamentos, se deu através de contatos telefônico perguntando que quantidade de um determinado mobiliário a escola estava precisando. Não houve consulta se havia ou não necessidade de qualquer compra, os brinquedos e mobiliários  foram apenas entregues, como exemplo o tal brinquedo play Ball que eles não pediram, e teve alguns diretores que chegaram a devolvê-los por não ter espaço físico na escola.  prévio dos valores dos produtos que foram adquiridos.

Na lista de materiais e brinquedos que foram entregues não consta um coluna de informação fundamental que possa atribuir a eles qualquer tipo de responsabilidade quanto aos gastos. Por que simplesmente não existia a coluna que informava os preços de cada brinquedo/materiais. A deliberação de comprar ou não comprar  não foi dos diretores e sim da administração da Prefeitura.

O que é preciso saber, foi quem que enviou a relação de brinquedos e materiais já comprados, para as escolas e sem ter a coluna de preços. Tudo indica ter sido o secretário de Administração Thiago Nunes, o comprador oficial da secretaria de Educação que não tinha esse setor especifico, de compras.

Outra dúvida que foi levantada, foi por que razão ao se constatar ainda em setembro que o percentual de 25% não seria alcançado até dezembro, por que motivo como solução do problema não foi repassado o valor de R$ 30 mil reais para os caixas escolares de cadas unidade. E ainda naquele mês, setembro, era plenamente possível pagar as férias premias que estavam pendentes, assim como adiantar até mesmo o 13º, fazendo assim um rateio do FUDEB, evitando a correria de compras como ocorreu em dezembro.

Uma  técnica em educação que falou ao Divinews sob o manto do anonimato, explicou que todos “comeram mosca”, o controlador, o procurador, a secretária de Governo, o secretário de administração e também os técnicos administrativos da própria Secretaria de Educação. Haviam outras soluções que evitaria a correria de compras a toque de caixa aderindo atas com suspeitas de faturamento.

 

12 comentários em “CPI DA EDUCAÇÃO DE DIVINÓPOLIS: Equipe pedagógica recebe lista de materiais comprados, mas sem o valor do preço ao lado

  • 22 de maio de 2022 em 20:03
    Permalink

    Eu particularmente espero estar tremendamente enganado, mas acredito que tudo isso não vai dar em nada, tivemos o caso do desvio na secretaria de saúde, no início da pandemia que gerou um grande bafafá, e que agora todo mundo esqueceu. Até onde eu sei não deu em nada.
    Mas como eu disse no início espero estar errado, e que os nossos vereadores façam o seu papel punindo de fato os envolvidos.

    Resposta
  • 22 de maio de 2022 em 14:25
    Permalink

    Esse prefeito menino mulequinho ainda acusa verbalmente em um programa de tv e rádio ,um diretor eleito pela comunidade ( João Renato) e recentemente eleito conselheiro do Diviprev. Pessoa idônea e muito respeitada no meio educacional. Acusou ele, injustamente, de ter feito a denúncia ! Uai, mas o que realmente importa é o problema , não quem denunciou ! Kkkkk Com essa cagada, todos os gerentes deveriam ter colocado seus cargos a disposição, provarem indicação da Andréia, mas não: estão aí obrigando os servidores a desfilar no primeiro de junho ! Estamos de olho 👀 neles. E eles de olho na vaga da Secretária.

    Resposta
  • 22 de maio de 2022 em 10:50
    Permalink

    Prezado, foi colocado um advogado criminalista na pasta para gerenciar a crise, aí vc acha mesmo que iriam enviar material comprovatório para auto se incriminarem ?

    Vocês são muito ingênuos, a ação mais correta nesse momento, seria os edis solicitarem a retirada do titular da pasta, para que alcance das ações da CPI seja pleno aos dados.

    Ainda mais tendo um titular da pasta que não alcança o domínio técnico e pedagógicos que com a sua presença, poderá ensejar em graves consequência ao médio – longo prazo a pasta.

    Resposta
  • 22 de maio de 2022 em 07:46
    Permalink

    No ano passado nós da educação não tivemos nem a reposição salarial, muitos sequer receberam as férias. E o prefeitinho agredindo os sindicalistas. Tinha dinheiro, mas só para as compras né? Impichar e processar o prefeito por mau uso o dinheiro público, urgente!

    Resposta
  • 22 de maio de 2022 em 00:13
    Permalink

    Infelizmente tem gente grande envolvida. O ministério público não arquivaria se não ouve-se alguém grande envolvido.
    E o mais grave é ver que ouve uma demissão de um profissional da educação e depois o ministério público fala que não ouve nada e arquiva . Se não ouve nada deve se devolver o cargo para a pessoa Exonerada ,por que não afastou ela invez de mandar ele embora. A corrupção continua forte e o povo apoiando. O povo merece o governo que tem.

    Resposta
  • 21 de maio de 2022 em 19:08
    Permalink

    Gleidson, da um presente pra nós no dia do aniversário da cidade. Pede pra sai. Cai fora e leva junto sua turma
    Janete e cia

    Resposta
  • 21 de maio de 2022 em 13:21
    Permalink

    Moleque, palhaço e o mais corrupto dos últimos 120 anos da cidade

    Resposta
  • 21 de maio de 2022 em 12:00
    Permalink

    Concordo que poderia ter gasto o dinheiro de forma descente, só que forma descente não rende propina. Como é que iriam repassar 30.000,00 mil reais e colocarem 300.000,00 mil reais? Acharam mais fácil comprar aqueles brinquedos, os tais laboratórios e otras cossitas mais. BANDO DE LARÁPIO

    Resposta
  • 21 de maio de 2022 em 09:09
    Permalink

    Não é comer mosca ,trata-se de corrupção ativa em que casa um levou dindin.Agora ficam ganhando tempo,EA tal de CPI não tem força para punir ninguém…

    Resposta
  • 21 de maio de 2022 em 08:24
    Permalink

    Em resumo, todos incompetentes…pagos com o nosso dinheiro. Colocaram um moleque pra comandar a cidade agora aguentem…

    Resposta
    • 21 de maio de 2022 em 16:30
      Permalink

      Alessandro acima falou tudo..aq está sendo governado por um moleque, incompetente,sem educacao,sem postura parabéns pelo voto de vcs nesse cara…agora nessas eleições elegem o outro moleque pra senador,e outro pra deputado….e daq 2 anos eles colocaram o quarto irmao pra vereador…vai falta só o pai e a mãe…só Divinópolis mesmo… lamentável

      Resposta
    • 22 de maio de 2022 em 10:45
      Permalink

      Moleque nada. Colocam um velho incompetente mesmo! Tem que parar de chamar esses marmanjo de barba branca de moleque pra ver se assim aprendem a ter responsabilidade de algo na vida. Esse perfeitinho aí é um Zé ninguém nunca conseguiu nada por mérito próprio na vida e vai viver o resto dos dias na sombra do irmão. Se não fosse gêmeo do outro imbecil incompetente nunca ia ganhar nada na vida. E povo que elege é mais imbecil ainda

      Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  +  26  =  35