Após ser cobrado pelo Sintram, prefeito de Divinópolis tenta maquiar ações na saúde na propagação da covid-19 entre servidores


Um dia após o Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Divinópolis e Região Centro-Oeste (Sintram) ter protocolado ofício na Prefeitura solicitando medidas emergenciais para conter a propagação da covid-19 entre os servidores municipais, a administração divulgou uma nota oficial se posicionando sobre o assunto. Resposta direta ao Sindicato, conforme foi solicitado, ainda não foi dada, porém, através da nota oficial pública, divulgada em nome do gabinete do prefeito e da Secretaria de Governo, da qual é titular a vice-prefeita Janete Aparecida, a Prefeitura tenta maquiar as ações da administração para proteção dos servidores.

A nota diz que “a atual gestão trabalha incansavelmente no combate ao covid-19 e, claro, preocupa-se diuturnamente com a saúde dos servidores municipais”, contrariando as dezenas de denúncias recebidas pelo Sintram somente essa semana. A nota também destoa das próprias decisões que a Prefeitura foi obrigada a tomar, com a suspensão de atividades em diversos setores, em função do surto de covid-19. O próprio secretário municipal de Meio Ambiente, Pabloneli Vital, disse em uma rede social que 70% dos servidores de sua pasta haviam contraído o vírus.

A Seplam não é caso único. Na Secretaria de Desenvolvimento Social, Crevisa, Postos de Saúde, Centro de Atendimento ao Cidadão, Secretaria de Saúde (vários setores) os casos de covid-19 explodiram essa semana e o atendimento ao cidadão foi suspenso total ou parcialmente. O setor central do Cadastro Único, na Avenida 1º de Junho, passou a atender presencialmente somente através de agendamentos e no Crevisa, castrações estão suspensas.

Na nota oficial, a Prefeitura diz que “a administração corriqueiramente fornece máscaras novas para os servidores e são realizadas campanhas incentivando o uso de forma assídua. (…) Há, também, o fornecimento de álcool em todas as salas, em locais de fácil acesso e quantidade suficiente para todos os usuários. O estoque está garantido para que não falte em nenhum ambiente”. A Prefeitura garantiu, ainda, que todos os servidores sintomáticos, estão sendo testados.

A presidente do Sintram, Luciana Santos, afirma que a realidade é outra. “Estamos recebendo denúncias todos os dias sobre a falta de segurança dos servidores municipais. Não adianta maquiar o atual momento com uma nota oficial, que se mostra totalmente inverídica se confrontada com o que dizem os servidores. Todos sabem, inclusive o prefeito e a vice, que os servidores não vão sair por aí falando pelos cotovelos sobre insegurança que a categoria vive hoje, diante das más condições de trabalho e da falta de itens básicos para garantir a proteção contra a contaminação. O que nós pedimos ao prefeito é um Plano de Contingência detalhado e planejado que reduza os riscos de contágio, garantindo proteção ao servidor e ao usuário do serviço público. E essa nota oficial deixa bem claro que não há esse Plano de Contingência”, destaca a presidente do Sintram, Luciana Santos.

 

Reportagem: Jotha Lee – Comunicação Sintram

 

9 comentários em “Após ser cobrado pelo Sintram, prefeito de Divinópolis tenta maquiar ações na saúde na propagação da covid-19 entre servidores

  • 24 de janeiro de 2022 em 13:20
    Permalink

    Ao invés de ficar gravando o vídeo só para criticar e fazer a denúncia seria melhor que estes servidores tivessem cuidado dos equipamentos sensíveis, protegendo-os da água, removendo os móveis, etc. Como em qualquer casa, goteiras podem aparecer, não ? Aí a solução é gravar vídeo só para denunciar ? Deveriam ter feito uma força tarefa e cuidado dos bens públicos com zelo.

    Resposta
  • 21 de janeiro de 2022 em 21:47
    Permalink

    Tô cansado de ver servidores municipais se esbaldando em festas noturnas pela cidade, será que estão contraindo covid 19 realmente em serviço ou estão trazendo da rua para os setores? Esse site divinews é cheio de viúvas.

    Resposta
  • 21 de janeiro de 2022 em 12:24
    Permalink

    Prefeito de Divinópolis utiliza o mesmo governo do irmão, técnica de apontar dedo ás falhas de terceiros. Aguardamos atuação de ambos. Apontar falha é fácil, difícil é solucionar e criar situações que gerem conforto à população. O pior é que a prática de apontar dedos tem dado certo pra angariar votos e, em consequência vimos vários vereadores praticarem o mesmo ato, como aconteceu com um vereador visitando o hospital de Carmo da Mata, quase que invadindo o local sem nenhuma educação e respeito tentando apontar falha sem nem sequer ouvir os fatos. Deplorável.

    Resposta
  • 21 de janeiro de 2022 em 12:00
    Permalink

    AO invés de menino maluquinho, ele deveria ter escrito na camiseta (MENINO IDIOTA) COMBINARIA MAIS COM ELE.

    Resposta
  • 21 de janeiro de 2022 em 08:57
    Permalink

    Vamos refletir, é so na prefeitura que esta com novo surto? É so na cidade de Divinopolis? é so MG, é só o Brasil?
    Parem que querer achar culpados para tudo , vamos assumir nossa parcela de culpa, quantos brasileiros pensaram em nao viajar, em nao curtir o natal e ano novo em familia?
    A conta chegou e esta alta, as empresas privadas tambem estao passando pelo mesmo problema e outros paises tambem.

    Resposta
  • 21 de janeiro de 2022 em 08:18
    Permalink

    Sem ética,sem educação, sem dicção, sem orientação, sem critério, e por aí vai!
    O Divinopolitano merece este atual governo, porq esta na bíblia ” O POVO TEM O GOVERNO QUE MERECE”
    Mas independente disso Acho todos os mandatários interiores desda saída da COCA COLA (por motivos de ganhar impostos).. e este atual não Fica pra trás, sem nenhum preparo.
    mas me desculpe senhores servidores da Saúde, seja qual área que vc atue, mas vc escolheu estar aí o vírus querendo ou é mais contagioso mas não assim letal; vemos isso porque o índice de contágio é tremendo más não vejo falar em entubação etc….. honre e permaneça firme porque precisados de vc aí lutando… ágora os demais setores da prefeitura são um bando de folgados que aproveita da legislação e por serem con cursados …

    Resposta
  • 20 de janeiro de 2022 em 18:32
    Permalink

    Vocês tinham que ter pensado era antes, acreditaram no naquele que preocupa tanto com Divinópolis, que ficou menos de dois anos como vereador e ja foi alçar vôos mais, pensando somente nele e na família. Agora estamos sentindo as dores de ter um prefeito que nunca saiu de trás de um caixa de varejão. Infelizmente ainda falta 3 anos pra livrarmos dessa praga.

    Resposta
    • 21 de janeiro de 2022 em 09:45
      Permalink

      Se for só mais 3 anos ainda está bom. O problema é que a chance desse prefeito e sua corja ser reeleita é enorme. Digo isso porque pelo que converso com muitas pessoas, o nível de gente que se identifica com ele é enorme, infelizmente…

      Resposta
  • 20 de janeiro de 2022 em 18:24
    Permalink

    se todos os servidores morrerem de covid dentro do seu mandato seria uma alegria pra vice prefeita janete ama poder meu DEUS ainda tem 3 anos com esses loucos varridos

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

6  +  1  =