Bombeiros de Divinópolis atuam em ocorrências causadas pela chuva


Devido aos altos índices pluviométricos de quantidade de chuva em determinado local e período que caíram em Divinópolis nesta sexta-feira (07), entre 08h50 às 14h28min, os bombeiros militares atuaram diretamente em 29 ocorrências relacionadas à chuva. As equipes foram empenhadas para diversos atendimentos, onde foram:

• Seis vistorias em risco de queda de árvores;

• Seis vistorias em risco de desabamento/desmoronamento;

• Duas vistorias em risco de deslizamento;

• Uma vistoria de risco de rompimento de barragem;

• Cinco vistorias de risco de inundação e alagamento;

• Dois atendimentos por perigo de eletrocussão;

• Dois monitoramentos dos níveis dos Rios Pará e Itapecerica;

• Três salvamentos de pessoas em inundação / alagamento;

• Um corte de árvore caída na via pública;

• Um corte de árvore caída sobre residência.

Dentre os atendimentos realizados pelos militares do 10º Batalhão de Bombeiros Militar, pudemos destacar uma ação conjunta do Corpo de Bombeiros, Prefeitura Municipal e Defesa Civil no Bairro Casa Nova, que retiraram 13 (treze) famílias de suas casas, devido ao transbordamento de um córrego existente na região, vindo a provocar alagamentos e inundações nos imóveis, sendo as famílias devidamente assistidas por funcionários da Prefeitura e Defesa Civil.

No bairro Santa Luzia, uma árvore de grande porte caiu sobre uma residência, sendo realizado o corte e conseqüentemente eliminado o risco à família. Apesar de haver duas pessoas em seu interior, não houve vítimas, sendo a família direcionada pela Defesa Civil para casa de parentes, tendo em vista os danos estruturais no imóvel, causados pela árvore.

 

Agentes do 10° Batalhão de Corpo de Bombeiros de Divinópolis atuam em ocorrências de enchentes e inundação na cidade. | Foto: Divulgação/10° BBMMG

 

Fronte a situação, foram contabilizadas 50 (cinqüenta) pessoas desalojadas e desabrigadas de suas residências, sendo elas acolhidas em abrigos da Prefeitura Municipal e em casas de parentes.

O Corpo de Bombeiros continua acompanhando a situação, bem como monitora os locais afetados e com riscos. Também, reforça que os moradores próximos de córregos, rios e encostas devem manter a atenção redobrada durante o período de chuvas e em caso de qualquer sinal de perigo, devem acionar imediatamente o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil local, através dos telefones de emergência 193 e 199.

Nos atendimentos decorrentes das chuvas, ate o momento foram empenhadas 10 viaturas operacionais e 23 (vinte e três) bombeiros militares.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  +  52  =  55