Divinópolis – Vila Romana: Passageiros de van são trabalhadores que vendem colchões magnéticos, explica Policia Militar


Depois que começou a circular comentários em redes sociais, de que um veículo, mais precisamente uma Van,  ocupada por pessoas oriundas de outra cidade estariam em Divinópolis, se passando por agentes de saúde, e que tentavam entrar nas residências, o Divinews em contato com a Comunicação da PM obteve a explicação que eles foram avisados sobre o fato, uma viatura foi enviada para o local e abordou um carro com placa de outra cidade, verificaram que os passageiros eram vendedores de colchões magnéticos, que de fato estavam abordando as pessoas no Bairro Vila Romana, mas com o intuído de vendas, e ainda que, ficou constatado não se tratarem de agentes de saúde, e também nada foi encontrado de irregular que sinalizasse neste sentido – A PMMG solicitou ainda que, se a comunidade notar algo diferente eles sejam logo acionados para que verifiquem a real situação de tais abordagens.

Veja Nota Oficial da Policia Militar

Polícia Militar averigua denúncia de falsos agentes de saúde

Na tarde de terça-feira (05/11), policiais militares do 23º BPM, após receberem denúncia de populares relatando que o veículo Van M. Benz Sprinter de cor prata, do município de Contagem, estaria no local transportando algumas pessoas e que essas pessoas estariam entrando de casa em casa, sobre o pretexto de estarem fazendo cadastros do SUS.

As equipes policiais deslocaram até o local, e nas proximidades foram abordadas duas senhoras, oriundas de Belo Horizonte. Questionadas, as senhoras relataram que vieram de Belo Horizonte na Van supracitada, num total de 11 pessoas, para venderem equipamentos de massagem em Divinópolis.

As senhoras mostraram para os militares os equipamentos que estavam vendendo, e relataram que a Van circula de bairro em bairro para transportar os vendedores e que possivelmente algum morador do bairro pode ter desconfiado da situação e acionado a PM.

Ressaltamos ainda que nossos canais de comunicação (190 – Emergência Policial e 181- Disque Denúncia) estão disponíveis para denúncias de pessoas suspeitas como essa descrita acima, para que o policiais militares possa agir para averiguar as situações.

Agência Regional de Comunicação Organizacional

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

95  −    =  87

PODCAST: escuta essa!!