Ômicron: Itaúna tem três casos dos 130 em Minas; variante é mais contagiosa e menos letal


A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informa que, até o momento (28/12), foram identificados 130 casos positivos para a variante ômicron do SARS-CoV-2 (B.1.1.529) em todo o estado. Os casos já foram comunicados ao Ministério da Saúde. Entre os casos positivos no estado, estão os casos notificados pelos municípios de Belo Horizonte (85), Extrema (19), Betim e Lagoa Santa (quatro cada), Itaúna e Lavras (três cada), Contagem, Passa Quatro, Três Pontas e Varginha (dois cada), Campos Gerais, Passos, Sete Lagoas e Maria da Fé (um cada). Entre os casos positivos do estado, há registros de pacientes sem histórico de viagem internacional ou contato com caso confirmado da nova variante ou algum viajante que tenha chegado do exterior. Diante das investigações realizadas, número de confirmações e distribuição dos casos pelo território, já é possível afirmar que existe transmissão comunitária da variante Ômicron no estado.

Quanto ao perfil demográfico dos casos identificados com a variante Ômicron notificados à SES-MG, a idade variou entre 05 e 68 anos, com mediana de 36 anos. Um total de 69 casos do sexo feminino (53,1%), 60 casos do sexo masculino (46,2%) e um sem informação (0,8%).

Todos os casos são leves, não havendo necessidade de internação hospitalar, apenas com isolamento domiciliar, cumprindo os protocolos de saúde e sanitários.

Com relação aos casos do município de Extrema, os exames de diagnóstico foram realizados em laboratório de outro estado. Seguindo os protocolos do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde do Estado de Minas Gerais – CIEVS-Minas, novas amostras serão enviadas ao Laboratório Central de saúde pública na FUNED, para realização do sequenciamento genético, conforme critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde via NOTA TÉCNICA Nº 1129/2021-CGPNI/DEIDT/SVS/MS.

Além dos 130 casos positivos, a SES-MG está monitorando outros 14 casos que, até o momento, são considerados suspeitos para a variante ômicron.

Sobre o detalhamento dos casos, foi implementado o painel de monitoramento pelo qual é possível consultar o tipo de variante ou linhagem que foi identificada no estado, o município de ocorrência e o número de amostras analisadas em cada região. O painel é aberto para consulta pública e está disponível no link. A Secretaria reforça que os dados são dinâmicos e podem ser atualizados a qualquer momento.

Monitoramento e Sequenciamento Genético do Coronavírus (SARS-CoV-2)

A SES-MG mantém o monitoramento genômico e a vigilância epidemiológica acompanhando a incidência da doença causada pelo coronavírus no estado. A Secretaria reforça que os dados são dinâmicos e podem ser atualizados a qualquer momento.

O CIEVS-Minas acompanha todas as notificações feitas pelos municípios, dando as orientações e viabilizando os recursos necessários para as medidas que devem ser adotadas para conter possíveis surtos.

Além disso, a SES-MG enfatiza a importância da vacinação contra Covid-19 (esquema completo e dose de reforço), bem como as recomendações sanitárias, como o uso correto de máscaras, lavagem das mãos com frequência e evitar aglomerações.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

49  +    =  58