Divinópolis tem fura-filas que serão investigados na CPI da Assembleia Legislativa de Minas (ALMG)


Após definição na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) em que os deputados João Vitor Xavier (CDN) e Ulysses Gomes, assumiram a presidência e vice-presidência, respectivamente, e Cassio Soares, foi designado relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) DOS Fura-Filas da Vacinação da Saúde, em Todo Estado. Já nesta sexta-feira (19), em uma reunião haverá encaminhamento e votação dos requerimentos para dar início às investigações – A comissão além de investigar a vacinação irregular de grupos não prioritários no Estado, irá apurar também o baixo investimento na ampliação de leitos para o enfrentamento da pandemia de Covid-19 e a não aplicação do mínimo constitucional em serviços públicos de saúde – Existem 30 pessoas na lista que fazem parte da SRS Divinópolis

A CPI possui poderes de investigação próprios das autoridades judiciais e terá prazo de 120 dias para a averiguação dos fatos, prorrogável por mais 60 dias.

Em reunião realizada na Assembleia na última semana, diversos parlamentares cobraram explicações do então secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, sobre a vacinação de centenas de servidores administrativos da secretaria, que estariam fora das prioridades do Plano Nacional de Imunização.

Pela gravidade das denúncias, o governador optou por substituir o titular da pasta, agora a cargo de Fábio Baccheretti.

Compromisso

Após ser empossado, o deputado João Vítor Xavier destacou o compromisso de realizar um trabalho sério, isento, transparente e minucioso na apuração dos fatos. Ele lembrou que a grande maioria da população ainda não teve acesso à vacina, ao ratificar a importância das investigações que serão conduzidas pela CPI.

Os deputados Ulysses Gomes, Cássio Soares, Repórter Rafael Martins (PSD) e Noraldino Júnior (PSC) ressaltaram a função fiscalizadora da ALMG. Eles disseram, de forma geral, que a CPI precisa trazer respostas para os mineiros e deixar claro que as regras precisam ser cumpridas.

Antes do término da reunião, foi respeitado um minuto de silêncio em homenagem a todas as vítimas da Covid-19 no País.

 

4 comentários em “Divinópolis tem fura-filas que serão investigados na CPI da Assembleia Legislativa de Minas (ALMG)

  • 25 de março de 2021 em 11:28
    Permalink

    Esta lista não inviabiliza a investigação, que seja com transparência e que a imprensa seja isenta de ” partidarismos ” compromissada com a verdade! Parabéns ao Divinews por permitir a liberdade de expressão , em tempos tão sombrios como agora!

    Resposta
  • 19 de março de 2021 em 16:43
    Permalink

    Caso vcs não saibam, todas essas pessoas vacinadas tem contato direto com o público na ses mg, acho que antes de sair falando que vai ter inquérito melhor ir até lá, e ver, tem pessoas aí da farmácia que atendem o público diretamente, assim como portaria d farmácia, o pessoal da limpeza da farmácia, o almoxarifado que tem contato com o pessoal de 53 municípios, … antes de acusar melhor vcs saberem o que realmente aconteceu!

    Resposta
  • 19 de março de 2021 em 13:09
    Permalink

    Tem mais quem for achado em festa deverá fazer serviço comunitário varrer rua, pintar escolas, dentre outras.

    Resposta
  • 19 de março de 2021 em 13:07
    Permalink

    O que se deve fazer quem furou fila deve pagar 10.000,00 ou paga na cadeia. Porque isso é furto. Bandidos querendo roubar de quem tem direito. Esse montante vai para fundo de assistência ou compras de vacinas.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

7  +  2  =