Como o Instituto F5 realizou as pesquisas eleitorais de intenções de votos para prefeito de Divinópolis


Os formulários das duas pesquisas, uma registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) dia 7 de agosto e divulgada no dia 13, e a segunda registrada no dia 3 de outubro e divulgada nesta última sexta-feira (09) pela empresa F5 ATUALIZA DADOS LTDA, CNPJ: 240890028/0001-05, com sede na Rua Caetes, 44, no município de Alterosa, de propriedade dos sócios Cassio Marcelo Alves e Domilson dos Reis Coelho, ao explicar sobre a metodologia das duas pesquisas realizadas informa que a contratante de ambas foi a própria empresa e por essa razão não foi exigida Nota Fiscal, sendo que o valor da primeiro foi de R$ 11,5 mil reais, e a segunda R$ 12 mil reais para o mesmo número de entrevista 599 – Sendo que a primeira pesquisa, foi feita em 19 bairros, em dois dias, 8 (sábado) e 9 (domingo) de agosto, provavelmente tabulada nos dias 10,11 e 12 e divulgada no dia 13; na segunda pesquisa, de acordo com informações da empresa F5,  foram visitados 74 bairros, e também foi feita em dois dias, 5 e 6 de outubro, e possivelmente tabuladas nos dias 7 e 8, para ser divulgada no dia 9, ou seja na última sexta-feira.

De acordo com a metodologia da pesquisa, segundo o Instituto F5, é quantitativa do tipo survey, que consiste na aplicação domiciliar de questionários estruturados junto a uma amostra representativa de eleitores do município de Divinópolis.

O Plano Amostral e ponderação quanto a sexo, idade, grau de instrução e nível econômico do entrevistado; intervalo de confiança e margem de erro.

Ainda segundo a empresa F5 no que foi apresentado para a Justiça Eleitoral, com o objetivo de obter a autorização da divulgação da pesquisa. A amostra dos eleitores de Divinópolis é distribuída de forma a contemplar todas as regiões geográficas do município, a partir de quotas proporcionais ao universo, disponibilizadas pelos sites do TSE e do IBGE, considerando as variáveis, sexo, faixa etária, grau de instrução e nível econômico dos entrevistados.

O fato é que, não ficou claro, principalmente na segunda pesquisa, quando constaram 74 bairros como visitados e posteriormente ainda supervisionado, conforme informa o formulário: “A amostra utilizada de 599 eleitores no município ao nível de 95% de confiança, apresenta margem de erro estimada em 4.0 pontos percentuais, para mais ou para menos”

E logo a seguir, o formulário sinaliza que a pesquisa foi presencial ao dizer: “sistema interno de controle e verificação, conferencia e fiscalização da coleta de dados E DO TRABALHO DE CAMPO”.

As informações prestadas ao TSE pela empresa, não deixa dúvida alguma de que os entrevistadores estiveram presentes nos 74 bairros (veja listagem abaixo).

“A EQUIPE DE PESQUISA É COMPOSTA DE ENTREVISTADORES E SUPERVISORES DEVIDAMENTE TREINADOS PARA O TIPO DE TRABALHO. SERÃO CHECADOS 20% DOS QUESTIONÁRIOS REALIZADOS POR CADA ENTREVISTADOR, POR MEIO DE REVISITA AOS LOCAIS DE RESIDÊNCIAS, OU POR TELEFONE

O questionário de segunda pesquisa pesquisa foi composto por 11 perguntas ( veja a seguir a imagem )

O disco acima, é utilizado na pesquisa estimulada. O entrevistador entrega o disco para o entrevistado e pergunta em qual candidato ele vai votar. E ele aponta qual.

 

 

Bairros da segunda pesquisa, divulgada na última sexta-feira (09)

 

 

 

EM CONSEQUÊNCIA DO PERÍODO ELEITORAL OS COMENTÁRIOS ESTÃO SUSPENSOS

PODCAST: escuta essa!!