SAMONTE: Ser ou não ser Bolsonaro, eis a questão


O município de Santo Antônio do Monte, na Região Centro-Oeste de Minas, está quase que em pé de guerra por causa de dois outdoors. Em um deles está escrito a frase: “Santo Antônio do Monte – Fechado com Bolsonaro”; e no outro outdoor estava escrito: “SAMONTE não fecha com o Governo BOLSONARO” – Ocorre que, os bolsonaristas daquele município “democraticamente” não gostaram da desfeita que foi feita ao Mito, e durante a noite foram lá e danificaram a placa que “acintosamente e desrespeitosamente” dizia que a cidade não fechava com o presidente.    

Um post explicou bem a situação: o grupo contrário a Bolsonaro alugou o outdoor, e segundo ele, verificou com o MP se o texto feria alguma lei. Como não havia nenhum impedimento, o outdoor contrário a Bolsonaro foi colocado no sábado (05), em contraponto ao outdoor que é favorável ao presidente. Ocorre que já no domingo (06), ou seja, no dia seguinte, a empresa de outdoor que aluga o terreno onde ele é colocado, enviou uma mensagem para os antibolsonaristas avisando que o outdoor não poderia ficar naquele local por que o proprietário do terreno, possivelmente um bolsonarista não queria a mensagem no outdoor.

Não deu nem tempo, pois durante a madrugada do dia 6, domingo, para o dia 7, segunda-feira, dia da Independência, o outdoor contrário ao Bolsonaro foi vandalizado, e ficou irreconhecível a leitura.

Ao autor do post na internet só restou a lamuria em reclamar da liberdade de expressão e pensamento, e citar uma frase de Nelson Rodrigues: “Os idiotas vão tomar conta do mundo, não pela capacidade, mas pela quantidade, eles são muitos”, referindo-se ao bolsonaristas.

O fato é que, a cidade através do “Midia Ninja”, já virou fato nacional

 

EM CONSEQUÊNCIA DO PERÍODO ELEITORAL OS COMENTÁRIOS ESTÃO SUSPENSOS

PODCAST: escuta essa!!