Carmo do Cajuru autoriza reabertura de bares e Igrejas


Por meio dos decretos 1.409 e 1.410/2020, a Prefeitura de Carmo do Cajuru autorizou a reabertura e funcionamento dos bares, Igrejas, templos religiosos e afins, após inspeção da Vigilância em Saúde.

De acordo com o primeiro decreto, para que as Igrejas possam funcionar durante a pandemia devem seguir as normas estabelecidas, como celebrações de 45 a 60 minutos, higienização completa dos ambientes e superfícies com circulação de pessoas (antes e após cada utilização), todos que estão no ambiente devem estar de máscaras e higienizar as mãos com frequência.

Além disso, os líderes religiosos devem desestimular que pessoas do grupo de risco frequentem o local durante este período e todos os templos devem realizar triagens em cada fiel presente, assegurando que a pessoa que tenha sintomas de Covid-19 e/ou apresenta sintomas febril, seja barrada de entrar no local. Apenas 50% da capacidade máxima poderá ser ocupada, seguindo as normas de distanciamento.

Já o decreto 1.410, que estabelece as regras de abertura dos bares, pizzarias e hamburguerias, determina que o horário de funcionamento seja de 10h às 22h, e todos os proprietários dos estabelecimentos locais necessitam assinar um Termo de Responsabilidade, junto a Vigilância em Saúde, após fiscalização e liberação do departamento.

Os bares precisam manter controle de entrada e evitar aglomerações na parte externa do local, todos os funcionários e clientes devem usar máscaras, com os últimos liberados para retirar apenas durante o consumo de bebidas e comidas, sendo estritamente proibido o consumo em balcões.

Assim como as Igrejas, apenas 50% da capacidade máxima do local deve ser ocupada, com as mesas apresentando um distanciamento de 1,5 m entre elas, com a ocupação máxima de quatro pessoas por mesa. As higienizações do ambiente devem ser feitas a cada três horas.

Em Carmo do Cajuru, segundo o último boletim epidemiológico dessa quinta-feira (23), 87 pessoas da cidade estavam infectadas, com cinco casos em acompanhamento, três óbitos e 79 pacientes recuperados.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!