Com restrições, Nova Serrana inaugura Centro de Convivência do Idoso


Nesta sexta-feira (24), a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Nova Serrana inaugura o Centro de Convivência do Idoso “Dona Derci Carmélia Preto”. A cerimônia obedecerá aos critérios de distanciamento social e restrição de público, e será transmitida na rede social  do Executivo.

Instalado na rua Liberalino Alves da Costa, nº 316, no bairro Jardim do Lago, o Centro oferecerá atividades recreativas, de conscientização e de promoção da saúde com acompanhamento profissional.

Devido à pandemia, de acordo com o secretário de Desenvolvimento Social, Gustavo Amaral, em entrevista ao Divinews, a intenção inicial é trabalhar com atendimento remoto. “Estamos estudando criar um canal na internet, para divulgar as atividades e o contato dos profissionais via telefone. Por exemplo, temos muita demanda do CadÚnico, então vamos fazer esses cadastros e também vamos disponibilizar o espaço para atendimento individual”, explica.

Segundo Gustavo, a prioridade será os atendimentos por telefone e a realização de cadastros dos idosos, para, com o fim do distanciamento social, as atividades presenciais começarem a ser realizadas, efetivamente, no local.

O objetivo do Centro, é possibilitar uma conivência saudável para os idosos. “As atividades oferecidas promoverão qualidade de vida para essas pessoas. Muitas delas ficam boa parte do dia sozinhas e no Centro elas poderão conviver socialmente com outras pessoas, e com profissionais capacitados para atendê-las”, ressalta Gustavo.

O Centro de Convivência do Idoso contará com psicólogo, assistente social, coordenador e um orientador para cada 25 pessoas atendidas. Inicialmente serão atendidos 50 idosos.

Derci Carmélia Preto

Homenageada pelo Centro de Convivência do Idoso, Derci Carmélia Preto nasceu em 01 de janeiro de 1945 e teve uma infância muito simples vivendo com os pais Ana Maria de Moura e José Cândido de Moura.

Embora na sua infância não teve a oportunidade de frequentar escola, pois morava na roça, mesmo sem saber ler e escrever, com o decorrer do tempo, foi-se tomando uma pessoa mais experiente, e foi aprendendo muitas coisas. Em um baile de época conheceu o amor de sua vida, Belchior Osvaldo Preto, quando começaram namorar e mudaram para cidade de Floresta, onde se casaram e tiveram três filhos: José Aparecido Cândido, Emiliana Aparecida Cândida e Willian Rodrigues Cândido.

Vivenciou muitos momentos felizes e sempre esteve rodeada de amigos, procurou fazer o bem e ajudar ao próximo e com o passar dos anos foi diagnosticada com câncer no fígado, e ficou muitos dias em tratamento no hospital e os médicos deram até seis meses de vida, mas, infelizmente, depois de dezessete dias veio a falecer no dia 31 de julho de 2019.

EM CONSEQUÊNCIA DO PERÍODO ELEITORAL OS COMENTÁRIOS ESTÃO SUSPENSOS

PODCAST: escuta essa!!