Hospital São João de Deus realiza captação de órgãos para transplante; seis famílias foram ajudadas


A família de uma mulher, de 32 anos, que faleceu no Hospital São João de Deus, decidiu doar seus órgãos para ajudar outras seis pessoas. A unidade hospitalar não divulgou a causa do óbito, mas na madrugada do dia 15 de julho foi marcada pelo gesto de solidariedade.

O São João de Deus recebeu os profissionais do MG Transplantes que realizaram a captação do coração, fígado, córneas e rins, que seguiram para Belo Horizonte e beneficiaram até seis pacientes.

Esta é a primeira captação realizada na instituição desde o início da pandemia. A última havia sido realizada em fevereiro.

De acordo com a psicóloga da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT), Cláudia Graciano, com a chegada da pandemia os protocolos de avaliação clínica do doador foram revistos, tornando o processo ainda mais rigoroso.

“Mesmo com este novo protocolo adotado devido ao coronavírus, no qual ampliamos o tempo de espera pela liberação do corpo para o sepultamento, esta família fez questão de praticar este nobre gesto. Por isso devemos destacar essa doação. Vidas foram salvas graças a decisão da família”, destacou a psicóloga.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  +  66  =  73