“Rodovia sem dono” causa acidentes e mortes no Bairro Santa Lúcia, em Divinópolis


Segundo o morador e ex-presidente da Associação de Moradores do Bairro Santa Lúcia, Ricardo Andrade, a rodovia José Marra da Silva (AMG-0345) que faz a ligação entre Divinópolis e Carmo do Cajuru, não está sob a responsabilidade do DER-MG (Departamento de Edificações e Estrada de Rodagem de Minas Gerais), e tão pouco da Prefeitura de Divinópolis e de Cajuru, logo é uma rodovia sem dono, que pelo acidentes que ocorrem na entrada para o Bairro Santa Lúcia, é o “filho feio” que ninguém até então assumiu a paternidade.

Porém, ainda de acordo com Ricardo Andrade, no mês de Março, ocorreu uma reunião no DER-MG em que além dele, representando os moradores do bairro, estiveram presentes também o deputado estadual Fabio Avelar, mais um representante da Secretaria de Transito para resolver o problema da concessão da rodovia que liga dois municípios e até então não foi formalizado o contrato.

O fato é que, a não existência de um contrato de concessão entre os dois municípios com o DER faz com que a rodovia não seja reconhecida pelo Estado e com isso não há investimento em suas condições de trafegabilidade como tapar buracos e sinalização. Os moradores do  Santa Lúcia são os mais prejudicados que correm riscos de acidentes fatais no entroncamento da rodovia com a principal rua do bairro. Como já ocorreram alguns, segundo informações de Ricardo Andrade.

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!