Aulas online para ensino municipal começam nesta segunda-feira (25); Atividades televisionadas ainda seguem em negociações


Em coletiva, realiza por meio de vídeo conferência, nesta quinta-feira (20), a Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizou o lançamento da plataforma de ensino fundamental, regular e Educação de Jovens e Adultos (EJA). O programa, que está no Portal do Cidadão, no site da Prefeitura Municipal (www.divinopolis.mg.gov.br), começa a funcionar nesta segunda-feira (25).

A Gerente de Políticas Educacionais, Maria da Conceição Araújo Maia, garante que é dever da Semed prover uma educação de qualidade, mesmo em meio a uma pandemia. “Nossos estudantes não se encontram mais de férias. Como a educação é um direito da nossa criança e do nosso aluno”, afirma.

As medidas foram tomadas de acordo com o parecer do Conselho Nacional de Educação que isentou as escolas dos 200 dias letivos de aula, mas manteve a carga horaria de 800 horas mínimas.

“Então, esse momento nos fez reinventar e criar alternativas para que essa educação chegasse ao nosso estudante, nossa criança. Essa plataforma atenderá o ensino fundamental e também ao EJA. Já em relação à educação infantil, as atividades serão repassadas por meio do WhatsApp, televisão e outras plataformas”, explica Maria da Conceição.

A plataforma ficará disponível 24 horas por dia e, o aluno que não tiver acesso à internet, o conteúdo será encaminhado para a Semed, que imprimirá toda a demanda e encaminhará para este estudante. Não há ainda a intenção de aplicar provas aos estudantes, apenas atividades de conhecimento.

O vereador Eduardo Print Júnior, que também participou da coletiva, afirma que ainda está em negociações com a Tv Candidés para a transmissão das aulas. “Ajudará aquele aluno que não tem acesso à internet”, argumenta o parlamentar.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação Municipal do Município de Divinópolis (Sintemmd), Rodrigo Rodrigues, apoia a ação remota e afirma que o sindicato está oferecendo suporte ao Setor de Formação dos Professores.

“Nós somos totalmente contrários à presença física dos profissionais na escola neste momento, para resguardar a saúde e diminuir a forma de contágio. Através da nossa cadeira no Conselho Municipal de Educação de Divinópolis (COMED) estamos aprimorando as diretrizes enviadas pela Semed para fazermos um melhor atendimento à população através da atividade remota”, explica Rodrigo.

Em relação aos professores e alunos que não tem acesso à internet, o presidente do Sintemmd garante que a etapa inicial fará um agnóstico a fim encontrar os problemas e demandas apresentadas. “Vamos fazendo as alterações à medida que os dados forem chegando até nós. Queremos que todos, incluindo os vulneráveis, tenham acesso a educação de qualidade”, finaliza Rodrigo Rodrigues.

EM CONSEQUÊNCIA DO PERÍODO ELEITORAL OS COMENTÁRIOS ESTÃO SUSPENSOS

PODCAST: escuta essa!!