Mineradora Canadense Jaguar Mining dá exemplo à Vale em tipo de construção de barragem e ação preventiva de evacuação em Conceição do Pará


Nesta última quinta-feira (01) no município de Conceição do Pará em Minas, local onde está localizada a Mineradora Canadense Jaguar Mining, após ter realizado testes de sirene, na segunda-feira (29) e um treinamento de simulado na quarta (31), para na quinta-feira (01/08) realizar finalmente o simulado final, caso ocorra o rompimento, no caso deles, uma remota possibilidade, da Barragem Turmalina.

Simulação

A empresa demonstrou muito zelo na operacionalização da simulação do teste do rompimento da barragem. Desde os equipamentos de segurança distribuídos, ao trajeto e os pontos de encontros, até as sinalizações de rotas de fuga e o translado para as margens da barragem, em que apenas os jornalistas e alguns funcionários da empresa que atuam no local puderam ter acesso. Antes da simulação foi realizada uma palestra com instruções de como cada grupo de participante deveria proceder após ouvir o sinal da sirene de alerta do “rompimento da barragem”.

No simulado participaram a Policia Militar, Corpo de Bombeiros e as Defesas Civis do Estado e do município de Conceição do Pará e Pitangui, além dos funcionários das áreas de riscos e o que de qualquer forma estarão envolvidos em um suposto rompimento da barragem.

Prefeito do Município

Antes do simulado, o Divinews esteve na Prefeitura de Conceição do Pará, e entrevistou o Prefeito, Procópio Celso de Freitas, que disse que a população pode ficar despreocupada por que a Barragem de Turmalina é muito segura e que não existe nenhum risco para a cidade. Explicou ainda que a Barragem, caso ocorra algum imprevisto, o que é muito remoto, que atingiria apenas umas três ou quatro residências já entrando na zona rural e não urbana do município. Disse ainda que a barragem não é de lavagem de minério, igual era a de Brumadinho, o rejeito da Turmalina é de rejeito de pó de pedra. Reforçou ainda que a Barragem é toda forrada com uma lona de borracha “que não tem contato com a terra. Já fizemos uma vistoria com a presença do Corpo de Bombeiros, e prefeitos das cidades vizinhas

Procópio finalizou falando sobre o município, que é considerado a “terra do fim de semana” tal é a sua tranquilidade, que possui seis mil e quinhentos habitantes, sendo 3.500 na zona urbana e o restante na rural. Enfim, o risco é zero”.

Medidas Preventivas

Já Roberto Piragibe Filho, Gerente Geral de Suprimentos, Projetos e Meio Ambiente, em suas várias explanações sobre a segurança da Barragem Turmalina, explicou que são feitas inspeções diariamente com o pessoal que trabalha no local, quinzenais com uma empresa especializada, e semestrais, já dentro de uma exigência ambiental, com duas empresas alternadamente, um semestre com uma e o outro, com outra que emitem o documento DCE ( Declaração de Condição de Estabilidade ), que faz parte da rotina da Jaguar Mining.

Roberto, falou sobre o simulado. Explicando que antes dos testes que foram realizados, o de Sirene, feito na última segunda-feira (29), e o de evacuação na quarta-feira (31), a empresa distribuiu panfletos pela cidade para que a população não ficasse sobressaltada com o toque das sirenes.

O nível da Barragem de Turmalina é 0 (zero), em uma escala que vai até o nível 3 (três), e a classificação fica bem abaixo do nível de alerta. “A população pode ficar tranquila que esse simulado é somente parte de um procedimento preventivo para garantir um dos valores que a Jaguar tem, que é a transparência e de diálogo aberto seja cumprido”, afirmou Piragibe.

Existe ainda, segundo Roberto, a elaboração de um plano de contingência, que será feito junto com a comunidade e com a defesa civil, será detalhado o que deverá ser feito com relação a parte ambiental e mesmo com relação ao bloqueio de estrada com rotas alternativas. “É um processo onde as ações estão sendo tomadas com muito critério e rigor nas questões de remediações de possíveis impactos estarão contidos no plano de contingência”

Dimensões das Barragens

A Barragem de Turmalina, com 800 mil metros cúbicos de rejeitos, é quinze vezes menor do que a Barragem de Brumadinho, que possuía 13 milhões de metros cúbicos, enquanto a Barragem de Mariana tinha assustadores, 50 milhões de metros cúbicos de rejeitos.

Sirene

Um grupo de jornalistas de emissoras de TV, e o site Divinews, durante o simulado, já nas margens da própria Barragem Turmalina, que é totalmente revestida por uma grossa camada de borracha usando o sistema “Jusante”, diferente do usado na Barragem de Brumadinho e Marina, que era “montante”, ouviram o toque de alarme da sirene que está posicionada em um local estratégico, e por sua amplificação é ouvida em um grande raio, com o soma chegando à rodovia e à cidade.

Avaliação final

Ao término do teste de evacuação, os coordenadores da empresa, assim como os representantes do Corpo de Bombeiros, Policia Militar e Defesa Civil, além dos funcionários e alguns moradores do município, exultantes com o resultado, avaliaram como bastante positivo a simulação.

[foogallery id=”76939″]

 

 

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  +  51  =  53