Vigilância em Saúde com Mandado Judicial e auxílio da PM arromba casa foco de dengue; Existem outros 10 mandados


Foi desencadeada na manhã desta terça-feira (02), uma operação, com vários Mandados Judiciais com o objetivo de arrombar locais que são focos de doenças com a existência de animais peçonhentos que provocam doenças. E os proprietários resistem em deixar que a equipe da Vigilância em Saúde fiscalize.  O principal objetivo é localizar criadouros do mosquito Aedes aegypi – E já na primeira ação com mandado e com o apoio da Policia Militar uma residência localizada na Rua Delfinópolis, 336, cujo o dono é um “acumulador”, fazendo do local um criadouro de ratos, baratas e mosquitos da dengue. 

 

Ontem, segunda-feira (01), a Prefeitura emitiu a seguinte Nota Oficial:

A Prefeitura de Divinópolis, por meio da Vigilância em Saúde Ambiental, acompanha o grande volume de material possível criadouro do mosquito Aedes aegypti em imóveis no município. Providências já foram adotadas contra os responsáveis, pedido de retirada do material, notificações e infrações; porém, a situação de risco à saúde pública não foi solucionada nos locais.

No intuito de sanar o risco e proteger a saúde da população, foi solicitada ao Poder Judiciário do Estado de Minas Gerais a expedição de mandados judiciais para a entrada forçada de fiscais e agentes de saúde nos imóveis e retirada do material.

As ações serão realizadas às terças e às quintas-feiras, com início nessa terça-feira (02/04); e serão vistoriados 11 imóveis, a princípio.

 

[foogallery id=”70448″]

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

16  +    =  22