DIVINÓPOLIS: Bloco “Haja Amor” participa da 7ª Caminhada pela Vida da ACCCOM


Dando prosseguimento às atividades do Outubro Rosa, a Associação de Combate ao Câncer do Centro-Oeste de Minas realizará, dia 20 de outubro, sábado, a Caminhada pela Vida, pelo sétimo ano consecutivo. O evento reúne centenas de pessoas na luta contra o câncer e pela conscientização sobre a importância de cada mulher se cuidar, buscar um estilo de vida saudável e realizar seus exames preventivos. A concentração para a caminhada será a partir das 8 horas da manhã, com informação, música e este ano um parceiro a mais, para alegrar e chamar ainda mais atenção para a causa: o bloco de Carnaval Haja Amor. O trajeto seguirá pela Av. 1º de Junho, Goiás, Av. Antônio Olímpio, São Paulo e chegada à Praça do Santuário. A Tv Integração mais uma vez é parceira do evento. 

A oncologista do Hospital do Câncer/ACCCOM, Dra. Sabrina Rolim Amorim, afirma: “o diagnóstico precoce faz toda a diferença, tanto em relação ao tratamento, que vai ser menos mórbido, vai causar menos prejuízo para a mulher, falando-se especificamente sobre o câncer de mama, quanto à possibilidade do tratamento efetivo dessa doença”.

Sobre o Outubro Rosa

O Outubro Rosa é um movimento popular conhecido em todo o mundo e comemorado anualmente. O nome se refere à cor do laço rosa que simboliza a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. Iniciou nos Estados Unidos, nos anos 90, quando o laço cor de rosa foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuídos aos participantes da 1ª. Corrida pela Cura, realizada em Nova York, em 1990 e desde então promovida anualmente na cidade.

O que é câncer de mama?

É uma doença causada pela multiplicação anormal das células da mama, que forma um tumor maligno. O câncer de mama tem cura, se descoberto no início.

Como prevenir?

Por meio da realização de alguns exames, principalmente do exame clínico das mamas e da mamografia. Todos devem ter cuidados com sua saúde, mas, para o controle do câncer de mama, algumas mulheres devem estar mais atentas e realizar exames periodicamente.

Quem deve estar mais atenta?

Toda mulher com 40 anos ou mais deve procurar um posto de saúde para ter suas mamas examinadas por um profissional de saúde anualmente. Entre 50 e 69 anos, a mulher também deve fazer uma mamografia a cada dois anos. O risco de câncer de mama aumenta com a idade. Uma parte destas mulheres ainda tem o fator da herança genética e, por isso, é importante que procurem o médico para avaliar seu risco de desenvolver a doença. A mulher com mãe, irmã ou filha que teve câncer de mama antes dos 50 aos, ou câncer de ovário, deve, a partir dos 35 anos, realizar o exame clínico das mamas e a mamografia uma vez por ano.

O que é o exame clínico das mamas? O que é mamografia?

O exame clínico das mamas é quando o médico ou enfermeiro observa e apalpa as mamas de sua paciente na busca de nódulos ou outras alterações. A mamografia é uma radiografia das mamas realizada por um equipamento chamado mamógrafo: é feita uma compressão das mamas para visualizar pequenas alterações, o que permite descobrir o câncer de mama em fase inicial.

E o auto-exame das mamas?

O auto-exame não substitui o exame realizado por um profissional de saúde treinado. Entretanto, é importante que a mulher esteja atenta ao seu corpo e à saúde das mamas. Se você observar alguma alteração em suas mamas, procure imediatamente o médico.

Como a mulher pode perceber a doença?

O câncer de mama pode ser percebido pela mulher como um caroço, acompanhado ou não de dor. A pele da mama pode ficar avermelhada ou parecida com uma casca de laranja ou ainda surgirem alterações no mamilo ou bico do peito.

Também podem aparecer pequenos caroços na região embaixo dos braços, nas axilas. Lembre-se de que nem sempre essas alterações são sinais de câncer de mama. Procure um médico mesmo que não tenha alterações em suas mamas, porque o câncer de mama pode não ser percebido.

O que mais a mulher pode fazer para se cuidar?

Não abusar de bebidas alcoólicas, não fumar, alimentar-se bem e praticar atividade que movimente seu corpo, tudo isso ajuda na prevenção de várias doenças, inclusive o câncer. Além disso, a amamentação e, principalmente, o controle do peso corporal depois da menopausa, podem prevenir o câncer de mama. Se a mulher for se submeter à reposição hormonal, é importante que converse com seu médico sobre riscos dessa prática.

Câncer de colo de útero

O que é o HPV?

O Papilomavirus Humanos (HPV), é capaz de induzir lesões de pele ou mucosa, as quais mostram um crescimento limitado e habitualmente regridem espontaneamente.

O HPV pode levar ao câncer?

O câncer de colo uterino é causado principalmente pelo HPV, transmitido através de contato sexual. Por isso, para combater o câncer de colo uterino é preciso, principalmente, se prevenir contra a transmissão do HPV e realizar o exame de prevenção (Papanicolau) de forma periódica para diagnosticá-lo precocemente.

Sintomas

Os sintomas do HPV costumam ser muito discretos ou inexistentes. Manter uma alimentação saudável, não fumar, fazer exercícios físicos diariamente e visitar regularmente seu médico contribui para a melhoria da saúde em geral e pode ajudar na prevenção deste câncer.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

50  −    =  47

PODCAST: escuta essa!!