Roger Viegas (PROS) avalia que ex-prefeito (Vladimir) foi prepotente e arrogante na CPI da Copasa em Divinópolis


Na reunião ordinária da última terça-feira (12/12), o vereador Roger Viegas (PROS) usou seu tempo na tribuna para questionar a participação do Ex-Prefeito Vladimir Azevedo na oitiva da CPI da Copasa, que aconteceu a última segunda-feira (11/12) – Convocado para ser ouvido pelos membros da CPI, o ex-prefeito compareceu à Câmara Municipal, no entanto não respondeu todas as perguntas, se mostrou prepotente e arrogante diante dos vereadores.

Segundo Roger, Vladimir foi “Irônico, evasivo, pouco objetivo, enrolando os vereadores com respostas vazias, com discurso treinado, típico dos tucanos, e sem fazer a menor questão de ajudar a CPI a apurar as reais irregularidades cometidas pela Copasa”, comentou Roger.

O vereador questionou ainda uma matéria veiculada no jornal local, exaltando o ex-prefeito, afirmando que ele sim é político profissional.

“Obviamente, Vladimir tem 24 anos de vida pública, sendo que 16 deles foi ocupando cargo eletivo. Ele certamente tem mais experiência que eu, com apenas 1 ano de mandato e muitos que estão legislando pela primeira vez”, ressaltou o parlamentar.

Durante a oitiva, o vereador fez uma pergunta ao ex-prefeito sobre a carência do sistema de esgotamento sanitário em vários bairros como Grajaú, São Simão, Santo André, entre outros, e o porquê de sua Administração, ao assinar o contrato com a Copasa, optou por amortizar parte do valor devido pela concessionária quanto ao imobilizado, na forma de subsidiar a não cobrança da taxa de esgoto em 2012 (ano de eleições municipais), ao invés de realizar as tão necessárias obras de instalação das redes coletoras?

De acordo com Roger, o ex-prefeito se esquivou de responder porque “todos sabem que essa foi uma manobra para a campanha política de Vladimir”.

Roger questionou também sobre o repasse do CGO (Custo de gerenciamento Operacional) do serviço de transporte coletivo, que é um repasse de 4% obrigatório das empresas de transporte público para a prefeitura municipal. Vladimir suspendeu este repasse. Com isso a prefeitura deixa de arrecadar cerca de R$ 2,5 milhões de reais por ano. R$ 10 milhões de reais durante 4 anos de mandato.

O parlamentar comentou sobre os 11 processos no Ministério Público contra o ex-prefeito Vladimir Azevedo, entre eles: Nepotismo, improbidade administrativa, desvio de verba para calçamento, ilegalidade no contrato com a Copasa, entre outros.

Segundo Roger, um político como este, realmente tem que ser profissional. “Realmente tenho que concordar, Vladimir é um político de verdade! E se para ser um político de verdade, um político experiente, eu precisar fazer todas essas manobras, todas essas falcatruas, enganar o povo, ter todos esses processos nas costas, eu prefiro continuar sendo considerado uma ovelhinha, um político novato e inexperiente, mais que estarei sempre ao lado da população.

 

5 comentários em “Roger Viegas (PROS) avalia que ex-prefeito (Vladimir) foi prepotente e arrogante na CPI da Copasa em Divinópolis

  • 18 de dezembro de 2017 em 10:54
    Permalink

    Bom dia. Prepotência do Wladimir, não foi não. Mas incompetência por parte dessa CPI , isso sim e muita. Se não sabem fazer não faça. Como diz Fernando Collor: Se não tem competência, não se estabeleça.

    Resposta
  • 17 de dezembro de 2017 em 14:46
    Permalink

    Ate que enfim algum vereador resolveu falar a verdade, a pindaíba de Divinopolis hoje tem um culpado, Vladimir Azevedo, O PIOR PREFEITO QUE DIVINOPOLIS JA TEVE…….NAO GANHA NEM PARA SINDICO…

    Resposta
  • 16 de dezembro de 2017 em 18:50
    Permalink

    É REALMENTE O EX PREFEITO É REALMENTE UM POLÍTICO PROFISSIONAL, FEZ O QUE FEZ COM A CIDADE, BEM CLARO QUE ELE E OS SEUS APOIADORES, PREVILEGIARAM MUITOS; JÁ O POVO NÉ? ! O POVO SE LASCOU. E COMO UM POLÍTICO PROFISSIONAL SEUS SEGUIDORES ESTÃO FAZENDO O POVO ACREDITAR QUE TUDO DE RUIM QUE ESTÁ ACONTECENDO AGORA, É CULPA DA ATUAL ADMINISTRAÇÃO. E SEGUE O ESPETÁCULO DE HORRORES, E SÓ. POIS É NÉ? ! ! PROFISSA É PROFISSA. MAS O PIOR É QUE DIVINÓPOLIS NÃO AVANÇA PORQUÊ VIVEMOS NUM POÇO DE VAIDADES , TEM OS QUE QUEREM RESOLVER OS PROBLEMAS MAS SÃO IMPEDIDOS POR AQUELES QUE QUEREM PERPETUAR OS PROBLEMAS . DIVINOPÓLIS, É UMA CIDADE DOTADA DE PESSOAS COMPETENTES E CAPACITADAS, E QUE NINGUÉM TENTE FAZER NOS CRER O CONTRÁRIO. MARIA REGINA RODRIGUES PRESIDENTE E ÚNICA MEMBRO DA SOCIEDADE CIVIL DESORGANIZADA DE DIVINOPOLIS MG.

    Resposta
  • 15 de dezembro de 2017 em 14:01
    Permalink

    O Roger Veigas esqueceu de comentar, que a carteira de trabalho do Vladimir está limpa quanto vida pregressa de santo. Vladimir não deu conta de tocar uma loja de pesca montada pelo seu pai e vivia sobrando sax. Entrou na politica não por ideal, mas para ficar longe do pesado e não soar a camisa. Tentou fazer carreira política e achou que teria estabilidade se profissionalizando como político. Vladimir é uma cria do Domingo Sávio e entra para a história divinopolitana como o pior administrador público, nenhum político quer aparecer ao lado dele. Mas então como foi reeleito? Por burrice dos seus adversários que não fizeram coligação e a época os eleitores viram em Galileu Machado um político ultrapassado. Pela internet uma pessoa com o apelido de Pedro Papudo fez circular um e-mail, que denuncia o Vladimir em troca de mensagens e reuniões fora da prefeitura, com um agente do IEF, do CBH-Pará e empresário. Em pauta estava a tentativa de facilitação para liberar construção no terreno da rua Pitangui, que pertencia ao senhor Hilário Azevedo pai do Vladimir e que foi vendido para um grupo de empresários. Segundo Pedro Papudo foram enviados cópias via e-mail, para mim, para o jornal Gazeta, Divinews, para o vereador sargento Elton, para a vereadora Janete e para uma funcionária da Supram-ASF de nome Cristiane Batista. Até o Codema iria participar do conluio, isso também merece investigação.

    Resposta
  • 15 de dezembro de 2017 em 08:18
    Permalink

    porque os vereadores nao investiga a farra com os carros da prefeitura todo mundo dirigindo com carteira B sendo que tem o cargo de motoristas proficionais concursados submetidos a teste de direcao e provas escritas e concorrendo a vagas de concurso quando muitos auxiliares de servico desqualificados para exercer essa funcao em desvio de funcao exercendo essa funcao de tamanha responsabilidade sem nenhuma avaliacao pedimos ajuda ao ministerio publico para investigacao para ver se isso e correto OBRIGADO OBS suas habilitacao nao contem atividade remunerada para essa funcao de transporte de funcionarios

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!