Acasp discute risco de acidente no Bairro Esplanada e dificuldades na abordagem à população em situação de rua

Publicado por: Lorena Moura

Sociedade civil e membros da Associação para Assuntos de Segurança Pública de Divinópolis (ACASP) se reuniram em mais uma oportunidade na sede da ACID para o debate de situações que têm acometido o cidadão, sob a temática abordada pela entidade. O alto fluxo de veículos pesados no bairro Esplanada, que tem gerado transtornos para moradores e risco de acidentes, além dos problemas envolvendo a população em situação de rua foram assuntos abordados.

A secretária de Assistência Social, Juliana Coelho, esteve presente na sessão e trouxe o balanço de ações de sua pasta no mês de abril junto ao público que vive nas ruas. Os dados chamaram a atenção no que diz respeito a maior causa do diagnóstico em Divinópolis estar ligada em primeiro lugar a dependência química e não a falta de moradia e quanto ao perfil desse indivíduo. Segundo a servidora pública, muitos deles possuem curso superior e, em alguns casos, duas graduações diferentes. Apontou o desafio constante das abordagens e a sensibilização dessas pessoas para uma mudança de atitude e preservação de sua dignidade.

Continua depois da publicidade

Questionada por membro da Acasp sobre ação conjunta junto a PM na Praça do Mercado, onde tem se concentrado alguns moradores de rua ameaçando quem acessa o local, Juliana explicou que por trabalhar para a construção de vínculos junto ao público, agentes da secretaria não podem fazer presença junto às forças de segurança, ação passiva até mesmo de processo, já que infringe a lei. Pontuou também os exemplos de sucesso, com recuperações exitosas que hoje tem um emprego e um novo sentido na vida. Ressaltou que o Município recebeu recentemente a subsecretária estadual de política sobre drogas, que elogiou o serviço prestado nas casas de acolhimento, destacando que é uma referência.

A secretária ainda afirmou que hoje a SEMAS conta com um diagnóstico em tempo real desse público e esclareceu dúvida sobre a escolha da região central para a aglomeração dessas pessoas, uma vez que foi observado por integrante da ACASP que esse é um problema crônico apenas dessa localidade e não de outros bairros. Juliana explicou que o local é escolhido pela intensa movimentação de pessoas que fazem doações.

Um morador do Esplanada usou a palavra e trouxe para o debate transtornos que tem vivenciado pela circulação em alta velocidade de veículos pesados em trecho próximo a praça do bairro. Segundo o denunciante, a falta de sinalização faz com que condutores de caminhões, carretas e ônibus façam a curva muito fechada, representando risco de acidente. Ele conta que já teve o carro danificado, mais de uma vez, e uma árvore próxima da sua casa foi atingida. Apontou também que por se tratar de bairro construído sobre brejo, a instabilidade do solo faz com que todas as residências tremam com o tráfego intenso dos veículos. Representante do Poder Público na reunião sinalizou que verificará a possibilidade junto a secretaria competente para a solução do caso.

A ASSOCIAÇÃO

A ACASP é uma sociedade civil sem fins lucrativos que foi criada em 1999 para dar apoio aos órgãos de segurança pública do município de Divinópolis. Todos os seus membros trabalham de forma voluntária e não remunerada, em prol de moldar uma sociedade mais segura. Você também pode se associar a ACASP e contribuir com este projeto por meio do site: www.Acasp.org.br. Sua doação e apoio são muito importantes para a continuação deste trabalho.

Entre no grupo do Whatsapp do Divinews e fique por dentro de tudo o que acontece em Divinópolis e região

comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estamos felizes por você ter escolhido deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de privacidade.

Continua depois da publicidade