Governo de Minas negocia a compra de 20 milhões de doses de vacinas da Pfizer, AstraZeneca, Johnson, Sputnik e CoronaVac


Segundo o governador, a negociação em curso é para assegurar o recebimento das doses também pelo Estado, em complemento às enviadas pelo Ministério da Saúde para imunização nos 853 municípios mineiros desde fevereiro. As compras seriam suficientes para toda a população do estado nesta que é a maior operação de vacinação da história de Minas Gerais.

“Estamos negociando com cinco laboratórios. Três deles já têm as vacinas homologadas pela Anvisa, que são a Pfizer, AstraZeneca e Coronavac. E dois deles ainda não têm, que são a Johnson & Johnson e a Sputnik. Nós estamos tratando da compra de 20 milhões de doses, que é suficiente para imunizar todos os mineiros que ainda não foram ou serão imunizados nos próximos dias”, garantiu o governador.

Compra pelos Estados

A aquisição dos imunizantes pelos governos estaduais foi permitida após a publicação da Lei Federal 14.124, no último dia 10/3. A partir dessa data, o Governo de Minas começou as tratativas com as empresas. No caso do laboratório em que a vacina é feita a partir de uma única aplicação, como a da Johnson e Johnson, a negociação é para a compra de 10,3 milhões de doses. Já nos demais laboratórios em que os imunizantes necessitam de duas aplicações, o objetivo é adquirir 20,7 milhões delas.

Zema também assegurou que a entrega das vacinas pelos laboratórios ocorrerá de forma simultânea. “Se esses laboratórios fornecerem para estados e municípios, a vacina vai chegar para Minas Gerais. Quero assegurar que o povo mineiro pode ter certeza que ele terá a vacina junto a outras cidades ou estados. Os laboratórios vão entregar simultaneamente quando houver essa disponibilidade. Tudo que está ao nosso alcance em relação a compra e fornecimento de vacinas está sendo feito. A vacina vai chegar, ou pelo Ministério da Saúde ou pelo Estado”, ressaltou.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!