Minas Gerais inicia vacinação de idosos com mais de 90 anos, exceto Divinópolis


Com o envio de nova remessa de doses aos municípios mineiros, a partir do dia 9/2, Minas Gerais deu início à imunização de 107.931 mil idosos com mais de 90 anos e de 42.353 trabalhadores de saúde, nesta que é a maior campanha de vacinação da história do Estado. Contudo, em Nota Oficial emitida nesta última quarta-feira (10) a Secretaria Municipal de Saúde se restringiu a apenas divulgar uma sequência de faixas etárias que receberão as vacinas e explicitamente explicou não ser possível fazer um planejamento de datas. Diante de uma pandemia que já vitimou 150 pessoas na cidade, “tranquilizou a população.

Os idosos são os mais vulneráveis para as internações hospitalares em decorrência da covid-19. Segundo dados epidemiológicos da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), pessoas acima de 60 anos respondem por 81% das mortes pela doença no estado.

A priorização de grupos populacionais para a vacinação é necessária devido à indisponibilidade imediata de vacinas para todos os grupos mais vulneráveis às complicações e, por isso, estão sendo priorizados os públicos de maior risco para agravamento pela covid-19.

“A vacina protege os idosos para que eles não desenvolvam uma forma grave da covid-19, o que desafoga o sistema de saúde, principalmente em relação às ocupações dos leitos de UTI”, explica a subsecretária de Vigilância em Saúde, Janaína Passos. Indivíduos com mais de 90 anos têm risco 18,3 vezes maior de vir a óbito que o restante da população, e um risco de 8,5 vezes maior de serem hospitalizados.

Vacinas

Seguindo o Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde (MS), que orienta a priorização dos idosos acima de 90 anos, um dos cuidados da SES-MG é cumprir o esquema vacinal com as duas doses.  No caso da vacina CoronaVac, o Ministério da Saúde orienta que o intervalo entre as doses seja de 15 dias. Para as doses do imunizante produzido pelo Laboratório AstraZeneca, o intervalo entre a aplicação da primeira e segunda dose deve ser de 12 semanas. Dessa forma, os grupos também são definidos conforme os imunizantes disponíveis e enviados pelo Ministério da Saúde.

“São vacinas seguras e voltadas para o vírus que está circulando em Minas Gerais. Nos estudos realizados com as duas vacinas, não foi observado nenhum efeito adverso grave”, observa Janaína Passos. A subsecretária esclarece, ainda, que a imunidade não é imediata e os idosos precisam manter os cuidados, como o uso de máscaras, higienização das mãos e distanciamento social.

4 comentários em “Minas Gerais inicia vacinação de idosos com mais de 90 anos, exceto Divinópolis

  • 11 de fevereiro de 2021 em 14:47
    Permalink

    afinal quando os mais de 90 anos vao receber a primeira dose

    Resposta
  • 11 de fevereiro de 2021 em 09:54
    Permalink

    O Brasil todo já vacinando seus idosos e Divinopolis não tem nem data para iniciar a vacinação!

    Resposta
    • 11 de fevereiro de 2021 em 17:16
      Permalink

      Em Divinópolis começa amanhã

      Resposta
  • 11 de fevereiro de 2021 em 09:53
    Permalink

    Muito lento processo de vacinação aqui. É “pra ontem”. Se chegou vacina logo.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!