Janeiro é o mês recordista em mortes por Covid-19, em Divinópolis; 39 óbitos


Segundo informações da Secretaria de Saúde de Divinópolis, através de boletim epidemiológico no dia 4 de janeiro, o primeiro dia útil, após a posse prefeito eleito, Gleidson Azevedo, o número de mortes era 102, e nesta segunda-feira (01), também de acordo com o Boletim deste dia, esse número saltou para 141, com isso, até então, o número de óbitos é de 39, incluindo as 6 mortes que foram informadas hoje, mas que ocorreram no final do mês de janeiro. Esse número ainda pode aumentar, em consequência de subnotificações e casos em investigação.

No dia 4 de janeiro, o número de casos confirmados de pessoas com a doença covid19 era de 4.020 (quatro mil e vinte), e nesta segunda-feira (01), foram 5.637 confirmações. Ou seja, somente em janeiro os casos confirmados também bateram recorde com 1.617

A taxa de isolamento social atualmente está em 36%, enquanto a taxa de letalidade é de 2,50% e o ritmo de contágio 1,02; existem 127 pessoas internadas, sendo que 56 estão em C.T.I, incluindo duas crianças; e 71 em enfermaria, e uma criança também.

Os níveis de ocupação dos LEITOS CTI NÃO COVID apresentam o seguinte quadro: Para a saúde suplementar (planos de saúde) dos 33 leitos existentes, 29 estão ocupados; e para o atendimento aos usuários do SUS, não existe mais vagas, pois 100% dos leitos estão ocupados, ou seja, 20 leitos.

Para os LEITOS COVID EM CTI, a situação é a seguinte: Na saúde suplementar, dos 42 leitos, 28 estão sendo ocupados; enquanto no SUS, dos 40 leitos existentes, 26 estão sendo usados por pacientes covid19.

Já a ocupação EM ENFERMARIA COVID, dos 71 leitos na saúde suplementar, 36 estão ocupando e no SUS, dos 48 leitos 34 estão com pacientes.

A situação dos leitos infantis destinados para Covid19, tanto em CTI quanto em Enfermaria, a ocupação é baixa. O SUS tem 10 leitos e 2 crianças internadas, enquanto na saúde suplementar só existe 1 leitos, contudo, nenhuma criança; em enfermaria covid existem 8 leitos infantis, e 1 criança internada.

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!