Prefeito de Bom Despacho se afasta do cargo para tratamento de saúde e pode renunciar


Através de uma Nota, o prefeito de Bom Despacho Fernando Cabral explicou o motivo do seu afastamento do seu cargo. Ele foi diagnosticado com a doença espondilite anquilosante, que é hereditária e de natureza autoimune, além de ser progressiva, incapacitante e incurável – Cabral, afirma que dependendo do resultado dos exames poderá renunciar ao cargo. 

Com a clareza e transparência que sempre caracterizou minha relação com todos, informo que dias atrás fui diagnosticado com a doença chamada espondilite anquilosante. É uma doença hereditária, de natureza autoimune, progressiva, incapacitante e incurável. É aparentada com o reumatismo, embora seja típica de jovens e não de idosos.

A despeito de incurável, a espondilite anquilosante é tratável com graus variados de sucesso. Mas os tratamentos, infelizmente, não são nem tão eficazes nem tão seguros quanto seria desejável.

Na fase que estou sofrendo agora, a doença se manifesta principalmente por dores na coluna vertebral, costelas, músculos, tendões e articulações dos braços, pescoço e bacia. Nos dias piores qualquer movimento se torna muito doloroso mesmo após o uso de analgésicos.

Mas, paradoxalmente, quanto mais tempo eu fico parado (sentado ou deitado), mais as dores aumentam e mais difícil fica reiniciar o movimento, mesmo que apenas para me levantar.

Com esta situação, tem sido difícil eu continuar a me dedicar integralmente à administração do Município como tenho feito nos últimos 7 anos. Por isto, a contragosto, decidi me afastar. Para isto, já acertei com o Vice-Prefeito Dr. Bertolino para que ele assuma a Prefeitura. Ao longo desta semana ele trabalhará comigo todos os dias. Desta forma se colocará mais integralmente a par das necessidades da Administração. Na sexta-feira, dia 20, devo formalizar meu afastamento para tratamento de saúde.

No entanto, dependendo do que acontecer ao longo desta semana, é possível que eu opte pela renúncia. É uma decisão que tomarei com tristeza, mas com a convicção de que Bom Despacho precisa de um Prefeito em horário integral, 24 horas por dia, 7 dias por semana. Se eu não estiver em condições de manter este grau de disponibilidade, então será melhor eu sair e deixar que meu vice assuma e continue a missão que os eleitores nos delegaram.

Tenho certeza de que Dr. Bertolino está à altura. Da mesma forma, tenho certeza de que os servidores e servidoras da Prefeitura Municipal de Bom Despacho estão à altura da missão que lhes cabe. Por tudo isto, sei que, unidos, e com a disposição de sempre, eles vão continuar trabalhando com afinco e dedicação para que nossa cidade seja cada vez melhor para todos.

Atenciosamente

Fernando Cabral

 

 

Um comentário em “Prefeito de Bom Despacho se afasta do cargo para tratamento de saúde e pode renunciar

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!