Candidato e instrutores de autoescola são presos por burlar prova de legislação em Divinópolis


A Policia Civil prendeu três homens pelo crime de estelionato por tentativa de burlar a prova de legislação para conseguir a carteira de habilitação.  Um candidato, de 22 anos, usando o sistema de ponto eletrônico, similar às fraudes que eram utilizadas nas provas do Enem e outros concursos, é natural de Belo Horizonte, e dois instrutores de autoescola, sendo um também de Belo Horizonte e o outro de Divinópolis foram presos no momento em que estavam praticando o crime, ou seja, realizando a prova de legislação no UAI Divinópolis  – O método, segundo explicações em entrevista coletiva com os delegados Flávio Destro, chefe do 7º Departamento de Polícia Civil; Leonardo Pio, da Regional de Divinópolis; e Adriene Lopes, de Estelionato, consistia no fato de o candidato receber informações das questões da prova de legislação através de um ponto eletrônico, que lhes eram repassadas as respostas corretas através de um transmissor externo operado por um dos instrutores.

O Delegado Regional Leonardo Pio explicou que a Policia Civil conseguiu chegar aos fraudadores pela ação da equipe de inteligência, além de denúncia anônima de que candidatos estariam fazendo o uso de ponto eletrônico. Com isso a PC começou a monitorar a realização dos exames que são realizados em Divinópolis. Até o desfecho final que foi a prisão dos três envolvidos.

Já a Delegada de Estelionato, Adriene Lopes, disse que o candidato contou que pagou R$ 3 mil reais para ser aprovado, já que tinha feito a prova por diversas vezes e não conseguia passar. Através de outras pessoas que também estão sendo investigadas, ele foi direcionado de Belo Horizonte para fazer a prova em Divinópolis. Ainda conforme a Delegada, eles vão responder por estelionato mediante fraude associação criminosa e outros crimes que estão em investigação.

Flavio Destro, Delegado chefe do 7º Departamento afirmou: “É uma ação que demonstra que a fiscalização da PC está sendo eficiente e que as pessoas estejam atentas para qualquer tentativa de fraude no processo de habilitação”.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  +  71  =  79