Pediatras que atendem UNIMED entram em greve em Divinópolis


Por falta de acordo sobre ganhos financeiros, por consultas e procedimentos realizados, os pediatras cooperados à UNIMED passaram a recusar o atendimento de puericultura já a partir desta quinta-feira (25) – Segundo informações iniciais do MPA, posteriormente confirmado pelo Divinews, os profissionais médicos, em uma assembleia, se reuniram com os gestores da cooperativa, porém não houve acordo, já que a empresa ofereceu um reajuste abaixo do que eles avaliam como aceitável.  

Conteúdo da ATA

Após assembleia realizada às 19h do dia 16 de abril, ficou decidido, por unanimidade, que pediatras permanecem em indicativo de paralização, conforme disposto em ofício anterior, por entender que o reajuste oferecido pela diretoria da Unimed não atinge a expectativa da categoria. Sendo que os 18% oferecidos estão aquém do pretendido.

Segundo a direção da Unimed, a reivindicação se baseia no ROL 2014 da ANS, constando no Anexo III das Diretrizes Clínicas. Publicado no Diário Oficial da União em 22 de outubro de 2013 e que passou a valer desde 02 de janeiro de 2014: Atendimentos Ambulatoriais em Puericultura, conforme código 10106146 – CBHPM – porte 3B – no valor de R$189,37. E esse já está ultrapassado, pois de acordo com o Comunicado Oficial CBHPM da AMB, do dia 29/10/2018 entende que os valores adotados como referencial elevam o valor do procedimento Porte 3B para R$262,10, com a UCO = R$20,47. Ou seja, a Unimed está pleiteando valores já defasados, segundo a direção.

No entanto, a assembleia decidiu, por expressiva maioria, efetuar uma nova proposta que atenderia de forma satisfatória à especialidade em Divinópolis e não traria inconvenientes à essa Cooperativa e aos seus usuários. Fica então proposto:

Considerando que em janeiro de 2012 a consulta médica equivalia a R$78,00 e o Procedimento em Puericultura equivalia a R$124,00 e hoje a consulta médica encontra-se no valor de R$108,00, constatou-se um reajuste percentual de 38,46% do valor da consulta médica no referido período e nenhum reajuste para o valor do Procedimento em Puericultura.

Por equivalência o Procedimento em Puericultura deveria ter tido o mesmo reajuste, ou seja 38,46%, teria então um valor atual de R$171,69. Como já foi sugerido pela diretoria a correção do valor do Procedimento em Puericultura de acordo com o reajuste do valor da consulta médica a partir de agora, nada mais justo que concordar em atualizar o valor desse Procedimento de Puericultura como foi atualizado o valor da consulta médica.

A direção propõe então que o valor da Puericultura seja de R$171,69, com correção de acordo com a correção do valor da consulta. Ou seja, sempre que houver reajuste do valor da consulta, seja reajustado também o valor do procedimento em Puericultura na mesma proporção.

Ainda, ficou decidido pela expressiva maioria que os pediatras cooperados em questão não atenderão Puericultura por nenhum outro Plano de Saúde por valor inferior a esse acordado.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

9  +  1  =