Governador de Minas, Romeu Zema tem cidadania e passaporte falsos cassados pela polícia da Itália


A polícia italiana prendeu sete brasileiros acusados de fraude para concessão de cidadania e passaportes italianos para brasileiros. Um dos casos cassados é do governador de Minas Gerais, Romeu Zema – A informação foi publicada na noite desta segunda-feira (02) pelo O Tempo, e diz que todos os envolvidos poderão responder por fraude, falsidade ideológica e ainda ficar com nome sujo na Itália – Além do governador, cerca de outros 300 mineiros foram descobertos no processo, que custaria até R$ 30 mil, e tiveram seus documentos cancelados – Nomes poderosos como juízes, promotores e até um dos jogadores do Chapecoense morto no acidente de 2016 estão na lista.

Questionada pelo jornal, a assessoria de imprensa do governador disse que não se pronunciaria sobre a vida pessoal do governante.

Em 2018, quando ainda era pré-candidato e investigado, Zema se defendeu dizendo que não sabia do esquema:

“Enfaticamente atesto que não conheço e não tive contato com nenhuma destas partes, uma vez que contratei escritório brasileiro especializado na obtenção de cidadania italiana e este, sem meu conhecimento, subcontratou uma agência com experiência de longa data nesta área, para realizar os trâmites processuais locais, já que a entrega e retirada de documentos ocorre rotineiramente”, disse em carta enviada ao Estado de Minas.

 

3 comentários em “Governador de Minas, Romeu Zema tem cidadania e passaporte falsos cassados pela polícia da Itália

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

34  −  30  =  

PODCAST: escuta essa!!