Globo manda Bolsonaro sair do Twitter e ir trabalhar; mudando a previdência


Em editorial, um outro foi no Estadão, publicado nesta sexta (08), a família Marinho exige que ele saia das redes sociais e comece a trabalhar, especialmente na reforma da Previdência – “Não será perdendo tempo disparando tuítes, para alegrar a plateia com agressão a adversários, que ele conseguirá que o governo avance na desburocratização”, diz o texto. “Da abertura comercial do país, das privatizações ao combate à corrupção e à insegurança pública, muita coisa passa por importantes alterações em leis, as quais, mais uma vez, requerem trabalho de Bolsonaro junto ao Legislativo.

A Globo também cobra que Bolsonaro não faça nenhuma concessão, como a redução da idade mínima das mulheres. Pelo jeito, segundo o site “deu ruim”

A Globo não está feliz com Jair Bolsonaro e começa a desconfiar que ele não será capaz de aprovar a sua tão sonhada reforma da Previdência. É o que aponta editorial publicado nesta sexta-feira. “O desastrado tuíte do presidente Bolsonaro, com cenas pornográficas do carnaval de rua, recebeu o merecido repúdio e deflagrou incontáveis análises sobre quais seriam as motivações do presidente”, diz o texto. “Porém, o que fica de tudo isso — além de fundos arranhões na imagem presidencial — é que Bolsonaro precisa descer de vez do palanque, arregaçar as mangas e trabalhar com afinco para executar o que prometeu na campanha.”

No texto, a família Marinho exige que ele saia das redes sociais e comece a trabalhar, especialmente na reforma da Previdência.

A Globo também cobra que Bolsonaro não faça nenhuma concessão, como a redução da idade mínima das mulheres. “A primeira tarefa da sua agenda, a reforma da Previdência, já é capaz de tomar todo o seu tempo. Depois de escorregar em um ou outro aceno de recuo — como admitir rebaixar o limite de idade na aposentadoria das mulheres, de 62 anos para 60, em prejuízo da redução dos gastos públicos —, o presidente tem de se dedicar ao convencimento de políticos de que não há alternativa para se começar a desanuviar os horizontes do crescimento”, aponta o editorial.

“Não será perdendo tempo disparando tuítes, para alegrar a plateia com agressão a adversários, que ele conseguirá que o governo avance na desburocratização”, prossegue o texto. “Da abertura comercial do país, das privatizações ao combate à corrupção e à insegurança pública, muita coisa passa por importantes alterações em leis, as quais, mais uma vez, requerem trabalho de Bolsonaro junto ao Legislativo.

Ser presidente exige postura e também trabalho duro.”

4 comentários em “Globo manda Bolsonaro sair do Twitter e ir trabalhar; mudando a previdência

  • 11 de março de 2019 em 15:40
    Permalink

    O período eleitoral já acabou. Bolsonaro deve tratar de governar e deixar de causar polêmicas nas redes sociais; ataques e críticas são comuns a ocupantes de cargos públicos. A pessoa tem que estar preparado para isso, inclusive com Advogados, quando for o caso.
    Bolsonaro comporta-se como um blogueirinho

    Resposta
  • 8 de março de 2019 em 22:46
    Permalink

    Milagre em Geraldo vc publicar esse comentário acima , pois até o momento a mídia só tá bombardeando o nosso presidente , não esqueçam q vcs da mídia torcem muito para a presidência dar errado… Mas se dar errado todos estaremos comendo capim gordura na beira do rio inclusive vcs da mídia , pois não haverá patrocínios para manter sites e jornais será efeito cascata ok

    Resposta
  • 8 de março de 2019 em 20:37
    Permalink

    Chupa globo e aceita a derrota petiscaria.

    Resposta
  • 8 de março de 2019 em 15:55
    Permalink

    A Globo está atacando de todos os lados.
    Daqui a pouco vai implicar como ele faz para respira, comer em outras necessidades fisiológicas.
    A questão é, quando o presidente comunica diretamente com a população.
    Não tem como está imprensa podre manipular as informações. E muito menos a fala do presidente.
    Continue assim presidente. E.mamda está Globo catar coquinho.

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  +  51  =  58