Escândalo do lixo em Divinópolis: ARBOR quebrada causa transtornos e prejuízos financeiros para a cidade


Por vários anos consecutivos, durante as administrações dos ex-prefeitos Demetrius Arantes e Vladimir Azevedo, a empresa responsável pela coleta do lixo era a VIA SOLO. Porém, próximo ao término do mandato do ex-prefeito, antes das eleições em outubro de 2016, em abril, foi feita uma nova licitação, e segundo informações de gente que entende do assunto de como fraudar licitações, colocaram um item que inviabilizava a Via Solo de participar novamente da disputa. Com isso, ela (Via Solo) colocou uma outra empresa do grupo, a Biostec Construções, que ainda assim, perdeu para Arbor, ficando em segundo lugar pela mínima diferença de apenas R$ 60 mil reais, já que o valor que a Arbor apresentou foi de R$ 420 mil reais, sendo que o contrato anterior com a Via Solo era de R$ 500 mil reais – Na ocasião o proprietário da Arbor, Alexandre Ferreira, afirmou que a frota seria de nove caminhões todos novos. E não foi o que aconteceu, os caminhões colocados eram e são usados, e caindo aos pedaços, conforme informações de motoristas e pessoas internas que não querem se identificar por motivos óbvios. Um funcionário da Via Solo, mas que era e é estratégico, Zezé, foi aproveitado para trabalhar na Arbor, pois domina todo o processo operacional das rotas de coleta na cidade. Mas vamos possíveis irregularidades, tudo segundo fonte:

– A licitação teria sido fraudulenta por ter um item especifico que retirou da Via Solo a possibilidade de participar. Por isso ela entrou com uma segunda empresa, e mesmo assim não ganhou.

– A Via Solo é uma empresa fortíssima economicamente no mercado, e suportaria qualquer atraso de pagamento de qualquer prefeitura, como acabou acontecendo, quando ainda na gestão do ex-prefeito Vladimir Azevedo, o repasse para empresa chegou a atrasar três meses.

– A atual empresa Arbor, “vende o almoço para comprar o jantar e o jantar para comprar o almoço” não aguenta atrasos, por que não tem capital de giro suficiente, embora atenda também em São João Del Rei, mas os problemas lá são os mesmo daqui.

–  Outra estranheza nesta licitação, é que a empresa é muito nova para ter assumido tamanha responsabilidade, já que segundo registros na internet ela foi constituída em 2013, e já com apenas três anos de atividade ganhou uma licitação de tamanha envergadura para coletar lixo de uma população de mais de 230 mil habitantes.

– O seu capital social registrado, também causa estranheza, R$ 1,5 milhão, ou seja, Hum milhão e quinhentos mil. E não consegue sequer uma frota de caminhões novos, ou que fosse seminovo.

– E pasmem! Em sua atividade econômica anterior, não consta sua experiência anterior em atividade de limpeza.

– Muito estranho é o endereço da empresa, Rua das Magnólias, 114, Bairro Matosinho, em Itabirito. Ocorre que, segundo informações do Google Maps, no local existe é uma casa. o Divinews está tentando fazer contato com o morador da residência.

É de conhecimento de muitas pessoas que Alexandre Carlos Ferreira, reside em Divinópolis, próximo do Toinzinho Pepe na Rua Pains, no Bairro Cruzeiro. E como a empresa é registrada em Itabirito.

Ainda segundo informações de fonte na ocasião da licitação, o ex-prefeito Vladimir Azevedo, foi avisado pelos técnicos da Prefeitura que era temerário a participação da Arbor, pois ela não tinha saúde financeira, e que não aguentaria atrasos de pagamento, que ela quebraria.

 

A promessa de que os serviços seriam normalizados em uma audiência de conciliação que ocorreu na tarde desta quarta-feira, entre a empresa e os funcionários que não recebem salários, isso por que está claro que a empresa está quebrada, não tem lastro para aguentar os meses de outubro e novembro que a Prefeitura não conseguiu honrar o pagamento, não chegou sequer a ser colocado em prática, por que o Prefeito determinou a ocupação do serviço de coleta do lixo.

(O DIVINEWS SEGUE APURANDO – CONTINUA…)

 

Um comentário em “Escândalo do lixo em Divinópolis: ARBOR quebrada causa transtornos e prejuízos financeiros para a cidade

  • 19 de dezembro de 2018 em 20:27
    Permalink

    acho que essa empresa nao deva fazer hora com a cara do LENDA VIVA eles podem se dar mal

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PODCAST: escuta essa!!