Empresário morto em queda de helicóptero em Espírito Santo do Dourado (MG) tem ligações com Divinópolis


Uma das duas pessoas que morreram na queda de um helicóptero na área rural de Espírito Santo do Dourado, na região Sul de Minas Gerais, na noite deste sábado (16), às margens da Mg-179, segundo as primeiras informações, possui ligações com Divinópolis. O empresário Márcio Bissol, CEO do grupo de mineração Bauminas, e dono de diversas outras empresas, seria concunhado de um outro empresário bem conhecido na cidade, Iraci de Castro, proprietário da Styllepoch, porque Karla Faria irmã de  Viviane Faria, esposa de Iraci foi casada com Marcio Bissol, ele, e desta união nasceu Allan Faria, e que conforme informações não confirmadas oficialmente, momentos antes da queda do acidente teria descido da aeronave em Belo Horizonte, já que o pai seguiria para São Paulo.  ( APURAÇÃO EM ANDAMENTO )

 

crédito imagem: destroços do avião Jornal Estado de Minas

Segundo o Jornal O Tempo, as vítimas, ainda de acordo com os Bombeiros, são Luiz Gustavo Araújo Soares, o piloto da aeronave, e Márcio Bissoli, CEO do grupo de mineração Bauminas. Conforme os dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o helicóptero pertence ao grupo.

A aeronave decolou de Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte, com destino ao aeroporto de Congonhas, em São Paulo (SP), segundo informações do sargento Floriano, da Central de Controle de Voo de Brasília (DF). O helicóptero inicialmente era ocupado por quatro pessoas, conforme o plano de voo, mas duas delas desembarcaram antes.

Moradores da região avistaram fogo na aeronave e acionaram os bombeiros às 19h40. O acidente foi confirmado pelos primeiros militares que chegaram ao local da queda, um morro com cerca de 200 m de altura. Outras duas equipes também participaram dos trabalhos.

O último contato do piloto foi informando problemas mecânicos e dificuldades para pouso. Ele não chegou a acionar o código de emergência porque, logo que declarou a situação, reportou que estava caindo e desapareceu do radar, segundo informação recebida pelo supervisor da região de São Paulo.

Não há registros de sobreviventes. As equipes de buscas estavam rastreando o entorno do local do acidente para localizar as vítimas. O incêndio se propagou para a mata, mas foi controlado pelos bombeiros.

O acidente vai ser investigado pelo Centro Regional de Investigações e Prevenções de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

Empresário. Uma das vítimas, Márcio Bissoli era dono de 18 empresas, sendo 16 deles em Minas Gerais. Um dos empreendimentos era o Marplan, responsável por condomínios de altíssimo luxo. Ele também tinha investimentos em São Paulo e na Bahia. Márcio Bissoli também era CEO do grupo de mineração Bauminas.

Aeronave. O helicóptero, um modelo A1095, tem capacidade para sete passageiros e foi fabricado pela Agusta A109 em 2010.

Cidade. O município de Espírito Santo do Dourado tem 4.429 habitantes, segundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

 

EM CONSEQUÊNCIA DO PERÍODO ELEITORAL OS COMENTÁRIOS ESTÃO SUSPENSOS

PODCAST: escuta essa!!