Presidente do COMED avalia como estranho que prefeito de Divinópolis tente se eximir da responsabilidade das compras da Secretaria de Educação “supostamente” superfaturadas


Em entrevista concedida ao Divinews, o presidente do Conselho Municipal da Educação de Divinópolis (COMED), José Heleno Ferreira, avaliou como estranho que apenas a secretária de Educação de Divinópolis, tenha sido afastada pelo prefeito de Divinópolis, e não todos os demais que participaram diretamente ou mesmo indiretamente no processo de compras de materiais para a Secretaria de Educação, por meio de adesões à sete atas de registros de preços de empresas que tem ligações entre si, irregularidade que foi demonstrada  na reunião que ocorreu  nesta última quarta-feira (18) pela vereadora Lohanna, e que o vereador Ademir Silva  já havia denunciado a mesma coisa – José Heleno não eximiu a secretária de Educação da sua responsabilidade, e que ela precisa esclarecer os fatos.

“Como é mais estranho ainda, o prefeito municipal dizer que ele não tem responsabilidade diante dos faltos. Isso é inadmissível, que o chefe do Executivo Municipal diga que não tem responsabilidade. Isso não é aceitável. Ainda que ele não tenha efetivamente ele não tenha participado desse processo de compras, dessas decisões. Ele é o prefeito municipal. E enquanto chefe do Executivo, em última instância ele é o responsável por tudo isso. Não é possível que o chefe do Executivo seja responsabilizado apenas diante dos acertos de uma administração. Isso é inadmissível – Se eu sou o chefe do Executivo, municipal, federal e no Estado eu sou o responsável pelas medidas que são tomadas. Ele é o responsável pelas pessoas que foram nomeadas”, concluiu o educador José Heleno, que é o pensamento da maioria dos cidadãos.

O presidente do  Comed, que ainda no inicio da entrevista explicou que estava falando quanto educador e não como  Conselho Municipal de Educação, que por ocasião da entrevista ainda não tinha se reunido, finalizou dizendo que as duas questões são muito estranhas; “Uma o fato de até o momento ter sido tomado uma medida apenas contra a ex-secretária de educação, Andreia Dimas , e outra é essa posição do chefe do Executivo de tentar se eximir de qualquer responsabilidade”

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

62  +    =  64