Em nova assembleia, servidores municipais decidem se aceitam revisão salarial “enfiada goela a baixo” pelo prefeito de Divinópolis, irmão do deputado Cleitinho Azevedo (vídeo)


Os servidores municipais de Divinópolis estão vivendo horas decisivas em relação à campanha salarial desse ano. As últimas 24 horas foram de intensa movimentação dos sindicatos que representam a categoria, com o objetivo de possibilitar à classe tomar uma decisão madura, já que pode colocar fim a campanha salarial desse ano.

A semana começou com um ofício encaminhado pelo prefeito Gleidson Azevedo (PSC) ao Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Divinópolis e Região Centro-Oeste (Sintram) e ao Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Municipal (Sintemmd), contendo uma nova contraproposta do Executivo. O Executivo ofereceu revisão nos salários de 9,63%, sendo 5% na folha de fevereiro, mais 4,63% a partir de maio. A diferença de 4,63% relativa aos meses de março e abril, totalizando 9,26%, será paga na folha de junho. O prefeito manteve o aumento de R$ 1 no tíquete alimentação para esse ano, sendo mais R$ 1 em, 2023 e o mesmo valor em 2024.

Diante dessa nova proposta, foi convocada uma assembleia de emergência realizada na noite desta segunda-feira (14). Depois de duas horas de debate, os servidores decidiram não votar a nova contraproposta. Diante de algumas dúvidas geradas pela redação do ofício encaminhado aos sindicatos, a categoria considerou necessário solicitar ao Executivo um detalhamento da proposta para sanar as dúvidas. A assembleia também aprovou a manutenção da manifestação desta terça-feira (15) em frente a Câmara Municipal a partir de 13h30. Também foi aprovada a realização de nova assembleia nesta terça-feira, a partir de 18h30 em frente à sede do Sintram para que a contraproposta do Executivo seja votada pela classe.

PUBLICAÇÃO

Na edição desta terça-feira (15) do Diário Oficial dos Municípios o prefeito Gleidson Azevedo (PSC) publicou o decreto 14.879/2022, concedendo a revisão salarial de 9,63% nos moldes da proposta encaminhada aos sindicatos. Pelo decreto, os servidores terão 5% na folha de pagamento de fevereiro, mais 4,63% a partir de maio. A revisão de 4,63% referente aos meses em aberto – março e abril – será paga na folha de junho.

A diretoria do Sintram se manifestou na manhã desta terça-feira sobre a atitude do prefeito, que mandou publicar a revisão antes da aprovação pela assembleia dos servidores. A diretoria de Formação Sindical do Sintram, Geise Silva, disse que faltou diálogo e que publicação do decreto concedendo a revisão foi um ato unilateral do prefeito, que não esperou um posicionamento da categoria.

O vice-presidente Wellington Silva, afirmou que o prefeito, mais uma vez, desrespeitou os servidores e suas lideranças. Já a presidente do Sindicato, Luciana Santos, disse que foi uma medida autoritária e que somente a assembleia decidirá se a categoria vai aceitar essa proposta. “Está mantida a manifestação para as 13h30 em frente a Câmara Municipal e as 18h30 haverá a assembleia, quando então os servidores votarão se a proposta do Executivo. Quero deixar bem claro que a decisão é sempre da assembleia e o que o servidor decidir, o sindicato vai acatar”, concluiu.

 

 

4 comentários em “Em nova assembleia, servidores municipais decidem se aceitam revisão salarial “enfiada goela a baixo” pelo prefeito de Divinópolis, irmão do deputado Cleitinho Azevedo (vídeo)

  • 15 de fevereiro de 2022 em 22:45
    Permalink

    Esse prefeito é autoritário, desrespeitoso e péssimo administrador!

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2022 em 21:27
    Permalink

    Esses Azevedos não valem o sal do batismo/ uma bituca de cigarro/ um chiclete mascado/ uma picada de fumo. Pra ficar ruim eles teem que melhorar muito.fico indignado dessas tranqueiras ainda estarem pleiteando cargos mais altos. Só se formos um bando de idiotas. AZEVEDOS NÃO, NUNCA MAIS

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2022 em 21:11
    Permalink

    Para tudo. A população com vocês servidores públicos. mas tem que parar tudo. Deixa só o rascunho de prefeito, a rainha Janete e os puxa saco, aí vamos ver se vão aguentar a população. Para tudo e deixa o resto com a população.

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2022 em 20:54
    Permalink

    Nos servidores não estamos nada satisfeito com esta proposta autoritária, arbitrária e indecorosa por gleidson e janete, com isto há defazagem em nossos salários! E muita! Estamos perdendo o poder de compra. Pois até o salário mínimo teve reajuste proporcional a inflação exceto o salário do servidor municipal de Divinópolis! E pior esse desrespeito com a categoria diz tudo qdo o vale alimentação passa de 9 para míseros 10 reais. Toma aqui gleidson e janete aqui os 10 reais!!!

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

8  +  1  =