“Não adianta abrir mais leitos, pois não há profissionais disponíveis para trabalhar”, afirmou o secretário de saúde de Formiga


Março não terminou ainda, mas já é o pior mês desde o início da pandemia em Formiga. Assim como em todo o país, a situação é grave e toda a população precisa colaborar. Somente hoje (25) foram registrados quatro óbitos por complicações da Covid-19 – Em Formiga, em todo o ano de 2020 foram registrados 2.021 casos e 34 óbitos por Covid-19 este mês já são 35 óbitos e 2.042 novos casos da doença. Este ano já são 64 óbitos e 3.415 novos casos. Só em março foram abertos no município 58 novos leitos de enfermaria para tratamento exclusivo de Covid-19. Somados aos 34 que já existiam na Santa Casa, Formiga tem atualmente 92 leitos de enfermaria e 10 de UTI.

Na Macrorregião Oeste a qual Formiga faz parte, ontem (24), haviam 73 pacientes precisando de um leito de CTI e outros 92 que aguardam leitos de enfermaria pelo SUS.

“Não há como abrir mais leitos, pois não há mais profissionais disponíveis para trabalhar. Precisamos diminuir estes números e para isso contamos com a colaboração de toda a população para que adote todas as medidas restritivas da Onda Roxa. Os resultados destas restrições serão sentidos somente no início de abril. É um apelo que faço a todos: fique em casa!”, ponderou Leandro Pimentel, secretário municipal de Saúde.

Um comentário em ““Não adianta abrir mais leitos, pois não há profissionais disponíveis para trabalhar”, afirmou o secretário de saúde de Formiga

  • 25 de março de 2021 em 19:24
    Permalink

    Quando vocês verem o salario vergonhoso, que ofererecem, vão entender, profissionais da enfermagem, trabalham mto e querem oferecer salario mínimo . Pergunta p este secretário se ele trabalharia pelo valor que propoe pagar

    Resposta

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

3  +  2  =